Renê comenta diferença tática de Carpegiani para Barbieri: “Jogamos mais coletivamente”

Renê comenta diferença tática de Carpegiani para Barbieri: “Jogamos mais coletivamente”

O Flamengo tem chamado a atenção pelo alto poder defensivo que a equipe vem demonstrando nos últimos jogos. Afinal, o Fla não perde há oito partidas, sendo que a defesa fora vazada três vezes em apenas dois embates — dois tentos contra o Vitória, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, e um contra o Santa Fe, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Conmebol Libertadores. No entanto, apesar da solidez defensiva coincidir com a troca de técnico – Paulo César Carpegiani foi demitido e o ex-auxiliar Mauricio Barbieri assumiu de forma interina -, Renê comentou as mudanças táticas do Mais Querido.

Nesta sexta-feira (11), o lateral-esquerdo concedeu entrevista para a imprensa e afirmou que o time era armado mais defensivamente por Carpegiani, enquanto que com o treinador interino as coisas mudaram. Na visão de Renê, o time trabalha para ser mais objetivo e em direção ao ataque, além de jogarem mais coletivamente.

Eu acredito que Carpegiani era um cara que deixava a gente mais na defensiva e o Barbieri mudou um pouco. Nós jogamos mais coletivamente, com a bola no pé. A gente sempre trabalha para a frente. Espero que possamos continuar evoluindo. Não só os laterais, como a equipe toda —, disse o lateral.

Barbieri está invicto à frente do Fla (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Renê participou de 21 partidas nesta temporada e vem demonstrando uma capacidade defensiva acima da média, sendo um dos líderes em desarmes do Fla no Campeonato Brasileiro. Muito devido a quantidade de vezes que entrou em campo neste ano, Renê pode ser poupado para o confronto do próximo domingo (13) contra a Chapecoense, na Arena Condá. O cotejo é válido pela quinta rodada do Brasileirão e terá início às 16h, horário de Brasília. O Mengão é líder isolado e busca manter sua invencibilidade de oito jogos desde que Mauricio Barbieri assumiu o comando do Rubro-Negro, porém, o interino pode poupar alguns titulares visando o confronto da próxima quarta-feira (16), contra o Emelec-EQU, pela Conmebol Libertadores.