Renê prega humildade no reencontro com o Boavista: "Será um jogo difícil"

Renê prega humildade no reencontro com o Boavista: "Será um jogo difícil"

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Antes da delegação rubro-negra seguir viagem para Volta Redonda, onde ocorrerá o confronto diante do Boavista, o lateral-esquerdo Renê compareceu à Sala de Imprensa Victorino Chermont para conceder entrevista coletiva. A conversa com os jornalistas ocorreu após o treino tático que encerrou a preparação para a partida.

Quem sente o orgulho de ser sócio-torcedor faz o time mais forte e tem mais Flamengo sempre: descontos em ingressos e no pay-per-view, vídeos exclusivos para ficar por dentro, vantagens nas lojas oficiais para ter o Manto e outros produtos e muito mais. Clique e faça sua adesão agora!

Renê elogiou o adversário dessa quarta-feira (06), relembrando as dificuldades criadas principalmente na etapa inicial do duelo vencido pelo Mais Querido por 2 a 0, que decidiu a Taça Guanabara. "O Boavista é uma equipe de muita qualidade, com jogadores que atuaram em vários clubes de maior grandeza. Será um jogo difícil. Vimos no primeiro tempo, em Cariacica, que eles nos deram muito trabalho. Mas no segundo tempo conseguimos colocar mais nosso jogo e precisamos trabalhar em cima disso", comentou.

Em mais um confronto no Raulino de Oliveira, a expectativa é de bom público. No entanto, em muitos dos confrontos realizados durante todo o campeonato a realidade é distinta. O lateral lamentou pela baixa média de público nos jogos do Campeonato Carioca, torcendo para que os torcedores voltem a frequentar os estádios.

"Sempre que vemos o estádio com poucos torcedores ficamos tristes. Pela violência que está tendo, vemos cada vez menos famílias, crianças. Procuraremos dar nosso melhor dentro de campo para, quem sabe, cada vez mais chamarmos os torcedores de volta para cantarem e nos apoiarem. Isso ajuda bastante", projetou.

Apesar dos dois compromissos pela Taça Rio que precederão a volta das atenções do Rubro-Negro à Conmebol Libertadores, o duelo diante do Emelec-EQU foi um dos tópicos abordados durante a entrevista. Ressaltando o pensamento em uma partida por vez, Renê comentou sobre a necessidade de crescimento nas performances para conquistar um bom resultado fora de casa.

"Acredito que todos os jogos sejam decisivos. Em todos eles sempre aprendemos alguma coisa, vemos pontos para melhorar. Temos mais dois jogos pela Taça Rio e não adianta pensarmos no Emelec ainda. precisamos jogar bem nessas duas partidas, trabalhar para vermos como podemos melhorar para chegarmos bem diante do Emelec", analisou.

Durante a coletiva, Renê também comentou acerca da probabilidade de reestreia do goleiro Julio Cesar neste retorno ao Mais Querido nessa quarta-feira (07). Cobrindo-o de elogios, o camisa 6 falou sobre o privilégio de treinar todos os dias ao lado de um ídolo rubro-negro, experiente e com uma carreira extremamente vencedora.

"É gratificante jogar ao lado de grandes jogadores. Foi o que sempre sonhei. Juan, Diego, agora o Julio Cesar. É um goleiro de Copa do Mundo e, agora, o vejo treinando todos os dias com um sorriso no rosto", comentou o lateral. "Acho que a felicidade é o que mais se percebe nele. É um cara muito brincalhão, com quem aprendemos muito. Espero que tenha um fim de carreira muito feliz conosco", completou.