| Futebol

Resistência a lugar marcado e filas na entrada marcam o Maraca pós-Copa

Procura por ingressos próximo do horário do clássico de domingo provocam enormes aglomerações nas bilheterias e grande número de torcedores entra só no intervalo

 

Depois de ser palco da final da Copa do Mundo, o Maracanã reabriu no domingo para o clássico entre Flamengo e Botafogo com novidades e alguns problemas. A principal mudança foi a marcação de lugares nos setores Leste e Oeste, mas torcedores ainda se mostraram resistentes (Veja o vídeo ao lado). No primeiro teste, o estádio recebeu um público de mais de 50 mil pessoas, sendo pouco mais de 40 mil pagantes.

De acordo com Consórcio Maracanã, a torcida respeitou a marcação dos assentos principalmente no Leste Inferior e no "Maracanã Mais". Os problemas aconteceram principalmente no Leste Superior, onde muitas pessoas insistiram em não ficar no local determinado. Seguranças e policiais militares ficaram à disposição para tentar fazer com que a regra fosse cumprida.

A principal dor de cabeça para flamenguistas e botafoguenses, no entanto, foi para entrar no Maracanã. Foram vendidos 28 mil ingressos antecipados, mas uma grande quantidade de torcedores optou por comprar os bilhetes perto do horário do jogo. Filas imensas se formaram nas bilheterias, apesar do número grande de guichês. Para piorar, a chuva deu poucas tréguas.

fila da torcida no Maracanã (Foto: Fred Huber)Filas atrasaram a entrada de muitos torcedores no clássico entre Flamengo e Botafogo (Foto: Fred Huber)




Muitos torcedores só conseguiram entrar no intervalo, e sequer viram o gol marcado por Alecsandro, o da vitória do Flamengo por 1 a 0. As filas grandes aumentaram ainda mais a quantidade de cambistas, que negociavam livremente perto das bilheterias. Alguns sócios-torcedores do Flamengo também relataram problemas com a leitura do cartão nas catracas. Diante dos problemas, eles eram liberados para entrar apenas com a apresentação do mesmo. 

O acesso ao metrô não apresentou grandes problemas. A escadaria provisória que foi colocada perto da rampa do metrô durante a Copa do Mundo já foi retirada.

Confira a avaliação preliminar feita pelo Consórcio Maracanã:

"Em um clássico com mais de 50 mil torcedores e estreando um novo serviço ao torcedor, problemas pontuais eram esperados. O Maracanã investirá na melhoria contínua deste serviço e espera que o respeito ao assento marcado passe a ser rapidamente incorporado à cultura dos torcedores dos setores Leste e Oeste.
  
No setor Leste Inferior e Maracanã Mais os torcedores apoiaram a iniciativa, tanto que Leste Inferior foi o primeiro a ter a sua lotação esgotada e ambos os setores mantiveram durante todo o jogo o respeito aos assentos marcados e as escadas e acessos livres, mesmo com o aumento da intensidade da chuva a partir do segundo tempo.

Já o setor Leste Superior foi ocupado predominantemente pelos torcedores que chegaram de última hora e não encontraram mais lugar no setor Norte. Uma parcela destes torcedores insistiu em sentar nos blocos mais próximos ao setor Norte, independentemente da indicação do seu assento. O Maracanã disponibilizou orientadores e seguranças para auxiliar os torcedores na localização e contou com o apoio da Polícia Militar para garantir que o torcedor pudesse sentar no local que escolheu."

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.