| Futebol

RESPEITEM O FLAMENGO

FARINHAS DO MESMO SACO

flameng - RESPEITEM O FLAMENGO

A gente começa o ano disputando um Carioca, no qual o Presidente de um clube de segunda, desesperado para tentar mostrar que o seu time ainda é grande, se agarra à competição como um bote salva vidas.
Profundo conhecedor dos PODRES do Presidente da Federação local que é, ele o encosta na parede e o obriga a trabalharem juntos contra o principal adversário.

Nossos Dirigentes se revoltam; nossos torcedores também. Mas o campeonato Carioca nós já vencemos TANTAS vezes e já está TÃO esvaziado atualmente (exatamente por causa dessas manobras escusas), que acabamos o deixando em segundo plano e focando no que realmente nos interessa. E o que interessa, para Diretoria e Torcedores, é o Brasileiro.

Mas será que o Brasileiro funciona diferente? Se engana quem acredita que sim. Mudam os protagonistas, mas o cenário é O MESMO. Pior até!

O tal do Del Nero, Presidente da CBF, que, não surpreendentemente, é investigado pelo FBI e NÃO PODE sair do país sob o risco de ir para o xilindró, é o ex-presidente da Federação Paulista de Futebol.  Da mesma forma que o Coronel Marinho (e seu antecessor no cargo), que comanda as arbitragens na CBF, é o ex-chefe das arbitragens de São Paulo. Há muito tempo, TODOS os cargos de poder na CBF são de ex-integrantes da Federação Paulista. TODOS !!!
O resultado disso nós temos visto rodada após rodada, ano após ano.

A mídia, que poderia dar a ênfase que uma situação VERGONHOSA como essa merece (exceção feita ao Mauro Cesar e uns poucos outros jornalistas com um mínimo de dignidade e caráter), trata do assunto como sendo apenas “incompetência das arbitragens”. Não chega a surpreender essa tentativa de disfarçar o indisfarçável, já que não passam de medíocres escravos de seus pontos eletrônicos.

A Globo (e afiliadas), detentora dos direitos exclusivos de transmissão, que deveria ser a maior interessada em exibir um produto LIMPO, tradicionalmente, está do lado do Poder. Já na Revolução de 64, se posicionava assim e continua agindo assim até hoje. E se os clubes favorecidos são os da região de melhor poder aquisitivo do país, os torcedores desses clubes estão satisfeitos e consumindo seus produtos, para ela está ÓTIMO.

Quem sabe, então, o erro não seja nosso? Talvez a solução fosse o nosso Presidente, ao invés de investir em um elenco forte, qualificado, recebendo em dia, passar a investir na compra de árbitros, no suborno a Dirigentes do alto escalão da CBF, ou na política dos Tribunais.

O problema é que o Flamengo, hoje em dia, não é apenas uma REFERÊNCIA em administração financeira. É também de ÉTICA, DECÊNCIA, PROFISSIONALISMO e SERIEDADE. Não faz conchavos, não mete a mão na LAMA, mantém acordos de palavra.

Isso, cada vez mais, o permite ir se distanciando daqueles que se julgam DONOS do futebol praticado aqui e para quem o campeonato é dirigido para ser entregue. A proximidade da utilização da tecnologia no futebol, inevitavelmente, será um obstáculo a mais para que esses continuem fabricando resultados.

Diante deste cenário “pré-apocalíptico”, para as pretensões de quem não pretende mudar o quadro atual, não chega a surpreender a atitude de todas as instâncias, CÚMPLICES do script programado. Estão agindo como saqueadores de supermercados, diante de uma “tragédia” iminente. Furtam o quanto podem agora, pela percepção da impossibilidade de fazê-lo mais tarde.

Mas não será com a produção de “asteriscos” que impedirão a nós e a nossa equipe de continuar lutando, CONTRA TUDO E CONTRA TODOS, como sempre tem sido. Vamos LOTAR o Maraca nesses jogos que ainda nos restam e vamos mostrar aos nossos jogadores que NINGUÉM nesse país tem apoio tão grande e que ficaremos ao lado deles ATÉ O FIM.

Mas para tudo existe um limite e não acho recomendável essa “gente” continuar com a arriscada prática de ficar “fustigando leão com vara curta”, ao se utilizarem dos meios mais sórdidos possíveis, para impedir que alcancemos nossos objetivos.

Representamos praticamente um quinto da população desse país; as Redes Sociais hoje em dia são um poderosíssimo meio de comunicação; e, se fomos capazes de nos organizarmos e levar mais de cinco mil dos nossos a um aeroporto, apenas para levar nosso apoio, imaginem quantos poderemos ser para defendermos nossos direitos em risco. Portanto, fica o recado: RESPEITEM O FLAMENGO, ou arquem com as consequências.

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!


Comentar pelo Site

235 Comentários
image

Júlio Franco Cezário FrancoHá 1 mês

Entendo que o campeonato Carioca de futebol, necessita urgentemente de um entendimento entre federação,e presidente de clubes, e deixem de vaidades e interesses escusos e procurem trabalharem sem vaidades, trabalhem somente para o bem do futebol carioca. Deixem as corrupções e, administrem com honestidade e com prazer. Dê valor ao certo, e aja com sapiência e com isenção clubista , em assim sendo, o futebol do rio volta a ser grande.

image

Fabio BittencourtHá 1 mês

Meu presidente Vai ser assim...CAM x FLA -> EMPATESAN x PAL -> SANPAL - 67FLA -62BOT x FLA -> FLAPAL x INT -> EMPATEPAL - 68FLA - 65FLA x AMG -> FLACAM x PAL -> CAMPAL - 68FLA - 68FLA x CFC -> FLAPAL x BOT -> EMPATEFLA - 71PAL - 69FLA x SAN -> FLAPAL x ACF -> PALFLA - 74PAL - 72VFC x PAL -> PALCAP x FLA -> FLAFLA - 77 HEPTAPAL - 75🔴⚫🏆⭐7 COMPARTILHEM.*

image

Kassandro RichelieuHá 1 mês

Querido amigo Ricardo Perez, simplesmente perfeita sua coluna, mais uma vez para aplaudir de pé. Abração e SRN!

image

Ricardo PerezHá 1 mês

VALEU, MERMÃO !!! ABRAÇÃO PRA VOCÊ E UM BEIJO NA FAMÍLIA !!!

image

Renato FlaHá 1 mês

O pofexo foi demitido pq seu time estava em último na China, depois de sua saída o time se recuperou e foram campeões

InsoneHá 1 mês

Nós cantamos a pedra aqui! Zé Ricardo estudará lá na Europa. Excelente atitude sa diretoria: http://colunadoflamengo.com/2016/10/fla-vai-investir-na-qualificacao-de-ze-ricardo-que-deve-fazer-intercambio-na-europa/

image

Maxwel Rodrigues Arcos MGHá 1 mês

Eu lembrei na hora que li esta matéria dos amigos Jorge Pereira e Alain que sempre pediram isso.Tomara que se concretize.

Carregar mais