| Futebol

Retorno, disputa com Fla e nada de planos: os 225 minutos do "Caveirão"

Souza volta aos gramados após um ano e meio parado, tem papel de protagonista na grande campanha do Madureira no Carioca e deixa futuro no futebol em aberto

flameng - Retorno, disputa com Fla e nada de planos: os 225 minutos do "Caveirão"


Foram 18 meses de muita expectativa e até mesmo questionamentos. Mas, após um ano e meio longe do futebol devido a uma ruptura no ligamento cruzado do joelho direito, o atacante Souza, aos 34 anos, retornou aos gramados e não decepcionou. No melhor estilo "Caveirão", fez chover no jogo de estreia do Carioca contra o Botafogo, um dos seus principais alvos na carreira, e é um dos nomes da grande campanha que o Madureira faz no estadual - o time venceu os três jogos que disputou. Depois de 225 minutos em campo - o centroavante só disputou o segundo tempo contra o Alvinegro - Souza conversou com o GloboEsporte.com e fez um balanço sobre tudo que está vivenciando. O jogador, inclusive, não escondeu a felicidade pela fase da equipe que o revelou - que tem a melhor campanha entre os times de menor investimento da competição.

- Estou muito feliz com tudo. Ainda não estou 100%. Mas estou pegando ritmo a cada jogo que passa. O jogo com o Boavista foi o meu segundo atuando 90 minutos (o jogador também jogou 90 minutos contra o Macaé). Espero que lá para o quarto ou quinto jogo eu possa estar 100% - disse o centroavante que, apesar de ver a classificação para a próxima fase bem perto, opta por manter os pés no chão.

- Nós estamos trabalhando forte. Sabíamos que íamos fazer um bom campeonato. Mas ainda não estamos classificando. Mas estamos tranquilos, estamos fazendo o nosso papel bem feito. Agora, vamos tentar vencer o Nova Iguaçu, depois tem outro jogo difícil com o Flamengo. E vamos dar o máximo para somar o número máximo de pontos - declarou.

Diante da boa fase vivida onde começou, Souza tem como principal adversário no Grupo B outro clube marcante na carreira. Até o momento, a única equipe com campanha melhor que o Tricolor Suburbano é o Flamengo, que lidera a chave pelo saldo de gols. Tendo pela frente ainda o confronto com o ex-time, em partida que pode até mesmo definir a classificação para os dois lados, o Caveirão não escondeu o carinho pelo Rubro-Negro, mas lembrou que, agora, está do outro lado.

- Fico feliz. Joguei dois anos contra o Flamengo. É o meu time de coração. Mas hoje estou no Madureira e é tentar dar o meu máximo para ajudar o clube - declarou.


Apesar do bom retorno aos gramados, Souza deixa o futuro em aberto. Antes de lesionar, o atacante chegou a dizer que ainda tinha muito tempo de futebol pela frente. Mas, agora, com um novo cenário físico, o centroavante prefere não fazer planos para depois do Carioca.

- Quando eu falei aquilo e ainda não tinha machucado o meu joelho. Agora é um pouco mais complicado por tudo. Hoje, estou vivendo cada jogo para ver se tenho condições de disputar qualquer campeonato este ano ainda - concluiu o atacante do Tricolor Suburbano.

Com nove pontos e na segunda colocação por conta dos critérios de desempate, o Madureira volta a entrar em campo pelo Campeonato Carioca no próximo sábado, para enfrentar o Nova Iguaçu em Conselheiro Galvão a partir das 16h30, pela quarta rodada da competição.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/rj/serra-lagos-norte/futebol/noticia/2017/02/retorno-disputa-com-fla-e-nada-de-planos-os-225-minutos-do-caveirao.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.