Rodrigo Caetano diz que laterais do Flamengo estão na média do futebol brasileiro

Rodrigo Caetano diz que laterais do Flamengo estão na média do futebol brasileiro

Demitido do Flamengo na última semana, Rodrigo Caetano deu uma entrevista divulgada nesta quarta-feira (4 de abril) pelo site Globoesporte. Em 2018, uma das grandes críticas feitas ao ex-diretor do clube foi a falta de reforços para as laterais. O dirigente, no entanto, disse que os jogadores do clube na posição estão na média do futebol brasileiro e explicou também por que só buscaram a contratação de Zeca.

“Este ano os ‘bola da vez’ (das críticas) foram os laterais. A cada ano alguns eram rotulados”, disse Caetano, que seguiu: “Se avaliar no futebol brasileiro, você tem vários laterais jogando ali adaptados. Ou zagueiro ou meio de campo”. O dirigente ainda falou sobre o plano do clube de acertar no fim de 2017 com Zeca, lateral afastado do Santos.

“Não vou falar em nomes, mas pergunto: se a gente traz jogadores consagrados, afirmados, existe essa contestação toda, imagina se o Flamengo traz determinada aposta? Esse seria o melhor movimento? Por isso que a gente entendeu que entre os laterais que tinham disponíveis o Zeca era o nome acima da média. E a ideia não era trazer o Zeca e tirar um dos que o Flamengo tem. A ideia era agregar mais uma opção, porque também era ambidestro. Agora, todos dias existiam consultas por nossos laterais, todos eles”, disse Rodrigo, que defendeu os jogadores do elenco rubro-negro.

“O Renê, antes de contratarmos, vários clubes queriam. O Trauco vai jogar uma Copa do Mundo. Nossos laterais estão na média de outras equipes no Brasil. Alternaram bons e maus momentos. Concluímos no Flamengo que, se for para fazer aposta, é melhor apostar nos garotos da base”, concluiu.