| Futebol

Rodrigo Caetano lamenta e diz que negociações pararam por conta de tragédia

Segundo diretor executivo de futebol do Fla, mundo do futebol parou abalado com o acidente da Chapecoense e planejamento será retomado nos próximos dias

flameng - Rodrigo Caetano lamenta e diz que negociações pararam por conta de tragédia

Como era de se esperar, o clima no Flamengo ainda é de muita tristeza por conta da tragédia com o avião da Chapecoense. Em coletiva após o treino desta quinta-feira, o diretor executivo de futebol do clube, Rodrigo Caetano, lamentou em nome de todos do departamento de futebol e prestou solidariedade aos familiares das vítimas. 

- Estou aqui em nome de todo o departamento de futebol do clube não só para lamentar, mas também para registrar toda a nossa solidariedade a todos os profissionais que infelizmente nos deixaram. Colegas de vocês que também considerava meus colegas, profissionais que sempre exerceram com maestria as suas funções, jovens ainda, amigos. Lamento demais, porque isso é irrecuperável, principalmente para as famílias. E no pessoal da Chapecoense eu particularmente tive a condição de atuar ainda como atleta com o gerente de futebol lá, o Cadu, éramos muito amigos, o próprio Caio (Júnior) pude jogar com ele, e mais de oito ou nove atletas que trabalharam comigo. Estou aqui falando em nome dos atletas, manifestante esse pesar e principalmente a solidariedade, porque lá na Chapecoense não tinham só grandes profissionais, tinham grandes pessoas, figuras humanos que construíram essa imagem da Chapecoense - disse o dirigente.

Por conta do acidente que deixou 71 mortos, Rodrigo Caetano contou que o planejamento para 2017, no que diz respeito a negociações, foi suspenso. Segundo ele, as conversas vão voltar nos próximos dias.

- Ficou suspenso, sim (o planejamento). Até porque o mundo do futebol parou. Quem não se sente atingido numa hora dessa é completamento insensível. Nos próximos dias devemos retomar isso - revelou o diretor, ressaltando que o Fla pode não disputar da Florida Cup por conta do atraso no calendário de 2016.

- Essa decisão nós não temos ainda. Temos um contrato lá que prevê algum tipo de modificação em caso de força maior. Não tem força maior do que essa. O que o Flamengo fez nesses dias foi readequar o calendário de 2016, cumprir essa última partida. Infelizmente com esse ambiente aí. Para 2017 a reapresentação será na data que for possível, respeitando os 30 dias de férias. Se não pudermos ir, vamos fazer nossa preparação aqui mesmo no nosso centro de treinamento. Mas vamos ver ainda aí - disse.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/rodrigo-caetano-lamenta-diz-que-negociacoes-pararam-por-conta-tragedia.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.