Rodrigo Caetano no Flamengo: 42 contratações, vexames e um Estadual

Rodrigo Caetano no Flamengo: 42 contratações, vexames e um Estadual

O ciclo de Rodrigo Caetano como diretor executivo de futebol do Flamengo terminou e o legado de resultados é muito abaixo do esperado pelo torcedor e até mesmo do previsto internamente pela direitoria rubro-negra. Em três temporadas completas, somadas aos três meses de 2018, foram 42 contratações, apenas um título e uma lista de eliminações vexatórias, especialmente em competições mata-mata.

A queda para o Botafogo na semifinal do Carioca foi a gota d'água para as mudanças no departamento de futebol do Fla. Também entram na conta, por exemplo, a eliminação na fase de grupos da Libertadores-2017 (tomando gol no fim do jogo contra o San Lorenzo), a derrota nas oitavas de final da Sul-Americana-2016 para o modesto Palestino e o fiasco na segunda fase da Copa do Brasil-2016 diante do Fortaleza. Resumindo: nas 14 competições disputadas pelo Flamengo no período Rodrigo Caetano, só o título do Carioca de 2017. Ano passado, a frustração ficou pelo fato de o Flamengo ter morrido na praia em duas competições: Copa do Brasil e Sul-Americana.

Rodrigo Caetano é um executivo com grife no mercado e chegou em dezembro de 2014, substituindo Felipe Ximenes, que passou seis meses no cargo. Respaldado pela confiança do presidente Eduardo Bandeira de Mello, o clube fez 42 contratações tendo ele como dirigente remunerado. Os anos de 2015 e 2016 tiveram mais abundância em número de jogadores (15 em cada temporada), mas em 2017 os reforços foram mais caros (quase R$ 60 milhões, ao todo). Da lista da era Caetano fazem parte, por exemplo, as contratações de Paolo Guerrero, Diego e Everton Ribeiro.

Com Rodrigo Caetano, o Flamengo teve seis técnicos efetivos e ainda a interinidade de Deivid e Jayme de Almeida. Pelo clube passaram Vanderlei Luxemburgo, Oswaldo de Oliveira, Muricy Ramalho, Zé Ricardo, Reinaldo Rueda e, por último, Paulo César Carpegiani.

DESEMPENHO DO FLAMENGO COM RODRIGO CAETANO

Carioca

2015 - Perdeu nas semifinais para o Vasco.

2016 - Perdeu nas semifinais para o Vasco.

2017 - Campeão

Copa do Brasil

2015 - Eliminado nas oitavas de final pelo Vasco

2016 - Eliminado na segunda fase pelo Fortaleza

2017 - Vice-campeão (perdeu para o Cruzeiro)

Brasileiro

2015 - Ficou em décimo

2016 - Ficou em terceiro

2017 - Ficou em sexto

Libertadores

2017 - Eliminado na fase de grupos

Sul-Americana

2016 - Eliminado nas oitavas pelo Palestino (CHI)

2017 - Vice-campeão, perdendo para o Independiente (ARG)

Primeira Liga

2016 - Eliminado nas semifinais para o Atlético-PR

2017 - Eliminado nas quartas de finais para o Paraná

TREINADORES DO FLA NA ERA RODRIGO CAETANO

Vanderlei Luxemburgo (2015)

Deivid (interino)

Jayme (interino)

Oswaldo de Oliveira (2015)

Jayme de Almeida (interino)

Muricy Ramalho (2016)

Zé Ricardo (2016-2017)

Jayme (interino)

Reinaldo Rueda (2017)

Carpegiani (2018)

CONTRATAÇÕES

2015 (15)

Armero (LE), Guerrero (A), Emerson Sheik (A), Marcelo Cirino (A), Pará (LD), Bressan (Z), Arthur Maia (M), Jonas (V), Almir (M), Kayke (A), Thallyson (LE), Alan Patrick (M), César Martins (Z), Ederson (M), Ayrton (LD)

2016 (15)

Muralha (G), Willian Arão (V), Rafael Vaz (Z), Donatti (Z), Réver (Z), Rodinei (LD), Mancuello (M), Diego (M), Antonio Carlos (Z), Arthur Henrique (LE), Juan (Z), Leandro Damião (A), Chiquinho (LE), Cuéllar (V), Fernandinho (A)

2017 (9)

Rômulo (V), Trauco (LE), Conca (M), Berrío (A), Renê (LE), Everton Ribeiro (M), Geuvânio (A), Rhodolfo (Z), Diego Alves (G)

2018 (3)

Marlos Moreno (A), Henrique Dourado (A), Júlio César (G)