| Futebol

Rosicleia Campos na Europa para primeiro desafio internacional do ano

Técnica rubro-negra acompanha judocas da seleção na Bulgária e na França

flameng - Rosicleia Campos na Europa para primeiro desafio internacional do ano

Reprodução/ Instagram

A técnica rubro-negra de judô Rosicleia Campos já está a postos para enfrentar seus primeiros desafios internacionais do ano junto à seleção brasileira. Acompanhando as atletas Sarah Menezes e Érika Miranda, Rosicleia está na Europa para duas competições internacionais: o European Judo Open, em Sofia, na Bulgária, e o Grand Slam de Paris, na França.

Na Bulgária, Rosicleia e suas duas atletas, uma delas campeã olímpica ao lado da técnica, já encerraram sua participação no evento, que aconteceu no primeiro fim de semana de fevereiro (04 e 05.02). Tanto Sarah quanto Érika não avançaram para as quartas de final do European Judo Open, em Sofia.

O trio já está em Paris para o Grand Slam, que contará com a presença de mais 13 judocas brasileiros, incluindo a campeã olímpica Rafaela Silva, também treinada por Rosicleia. A competição acontece neste fim de semana (11 e 12.02) e é a primeira do Circuito Mundial. Rosi, como é chamada carinhosamente, comentou sobre esse próximo desafio internacional junto com a seleção.

"O Grand Slam de Paris é a competição mais tradicional no calendário da Federação Internacional de Judô. É uma competição de nível técnico alto, que confronta sempre com início de temporada aqui no Brasil. Mas nossas atletas estão confiantes e empolgadas para esse início do novo ciclo olímpico. Vamos que vamos!", disse a técnica, animada com o evento.

Rosicleia está nos tatames da Gávea há mais de trinta anos e já representou o Brasil em cinco Jogos Olímpicos, dois deles enquanto atleta. A treinadora é uma das poucas pessoas graduadas com o 6º Dan, que lhe foi concedido em 2014 por todos os serviços prestados à modalidade no país.

A técnica do Mais Querido também treina a Seleção Brasileira desde 2005 e, desde então, o país conquistou a primeira medalha feminina em esportes individuais, com Ketleyn Quadros , que foi bronze em Pequim-2008; o primeiro ouro olímpico do judô feminino, com Sarah Menezes, em Londres-2012; o primeiro título mundial sênior feminino, com Rafaela Silva, no Rio de Janeiro-2013; e a primeira medalha mundial por equipes, chegando ao segundo lugar do pódio no Rio de Janeiro-2013.

As equipes de natação do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Banco Bonsucesso, Furnas, Estácio, LafargeHolcim/Cimento Mauá, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/24852/rosicleia-campos-na-europa-para-primeiro-desafio-internacional-do-ano

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.