| Futebol

Rueda analisa empate diante da Chapecoense: "Nossa obrigação é ganhar sempre"

Treinador projeta segundo confronto e comenta desempenho da equipe

flameng - Rueda analisa empate diante da Chapecoense: "Nossa obrigação é ganhar sempre"

Foto: Gilvan de Souza

Na primeira partida entre Flamengo e Chapecoense pelas oitavas de final da Conmebol Sul-Americana, um empate sem gols. Um jogo disputado a cada centímetro de gramado. Uma verdadeira "guerra", como disse o treinador Reinaldo Rueda em entrevista coletiva na sala de imprensa da Arena Condá, em Chapecó, após o término do confronto.

Sócio-torcedor tem mais Flamengo em vídeos da FlaTV Nação Rubro-Negra, com entrevistas exclusivas dos jogadores! Clique e sinta o orgulho de ser sócio-torcedor.

Com altos níveis de intensidade, chances foram criadas de lado a lado e contou com boas atuações de ambos os goleiros para que a igualdade se mantivesse no placar. Apesar de decidir na Ilha do Urubu e não ter levado gols nos domínios adversários, o técnico colombiano ressalta a constante busca pela vitória.

"Sempre queremos ganhar, trabalhamos para isso. Fazendo um comparativo, a obrigação de vencer é do Flamengo. Essa é a visão do torcedor. Mas do ponto de vista analítico, foi um bom resultado, pois é um jogo de 180 minutos", comentou, falando sobre os objetivos da equipe na temporada. "Nossa obrigação é ganhar sempre e estamos em três competições distintas. O Campeonato Brasileiro também é importante na busca por uma vaga na Libertadores. A Copa do Brasil é um caminho mais curto e muito atrativo, e agora também temos a Copa Sul-Americana", completou.

Rueda falou também sobre as alterações realizadas na equipe, uma delas ainda na primeira etapa devido a um problema físico sentido pelo atacante Éverton. "Não é fácil para um jogador como o Everton Ribeiro entrar e decidir em poucos minutos. Já com Paquetá e Vinicius Jr. ganhamos em juventude no campo. São leituras de jogo e não é fácil fazer mudanças. Everton e Diego têm uma boa disputa para o grupo. Quando um não atua, entra o outro, e em outras ocasiões podemos jogar com os dois juntos", disse.

O DNA ofensivo está enraizado no clube da Gávea, conhecido por times de futebol vistoso e pelos placares elásticos construídos durante sua história. No entanto, o comandante rubro-negro ressalta outra característica que faz parte do clube, que é a competitividade. Rueda observou os dois aspectos do jogo rubro-negro no confronto desta noite.

"Essas partidas pela Sul-Americana às vezes são para guerrear, e o Flamengo quer jogar bonito sempre. Em partidas internacionais, muitas vezes não se joga, se compete. O Flamengo precisa diagnosticar esses momentos. Jogo bonito para as tribunas é quando o placar está seis a zero. Com o placar igual, precisamos correr, competir, guerrear", concluiu.

A vaga será decidida na próxima quarta-feira (20), em partida que será disputada na Ilha do Urubu, com bola rolando a partir das 19:15h.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25983/rueda-analisa-empate-diante-da-chapecoense-nossa-obrigacao-e-ganhar-sempre

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.