Rueda aprova Everton Ribeiro e Diego juntos como titulares no Flamengo

Demorou até que o torcedor do Flamengo finalmente visse Diego e Everton Ribeiro juntos no time titular de Reinaldo Rueda. Até o duelo com o Sport, no domingo, sempre que um começava jogando, o outro ficava pelo menos no banco. Mas o primeiro teste mostrou que é possível sim tê-los como companheiros e não somente como concorrentes.

Usar Everton Ribeiro ao lado de Diego era fundamental na proposta de jogo de Zé Ricardo, demitido há pouco mais de um mês. Mas Rueda, afeito a um time com ligações mais rápidas, preferia apostar em homens de velocidade nas duas pontas, daí o espaço ganhado por Berrío nas primeiras partidas sob o seu comando.

Contribuiu para esse desencontro o fato de Everton Ribeiro não estar inscrito na Copa do Brasil. Assim, Diego era o armador central nos duelos pelo mata-mata nacional, enquanto o camisa 7 entrava em campo nos jogos do Brasileiro e da Primeira Liga. Na vitória sobre o Sport por 2 a 0, Everton, autor do segundo gol, parecia especialmente motivado.

— Ele é um jogador com condições excepcional, tem grande sensibilidade para jogar futebol. É muito coletivo, muito inteligente — elogiou Rueda: — (Everton e Diego) podem jogar juntos, falei desde o primeiro dia. Se entendem, se buscam.

A expectativa é que os dois estejam em campo juntos na quarta-feira, contra a Chapecoense, às 19h15, pela volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana.