Sarah Menezes inicia treinamentos no Flamengo e inspira jovens atletas

Sarah Menezes inicia treinamentos no Flamengo e inspira jovens atletas

Foto: Staff Images/Flamengo

Na última sexta-feira (2), a judoca Sarah Menezes foi apresentada no Flamengo e iniciou os treinamentos com a equipe rubro-negra no dojô Tua Glória É Lutar. Ao lado de outros atletas de diversas categorias e idades, a campeã olímpica pôde trocar experiências com muitos deles, inspirando outras gerações da modalidade.

Para Nathalia Ferreira, judoca de 17 anos, é muito importante ter essa oportunidade. "É muito gratificante ter uma atleta de Seleção e campeã olímpica treinando no mesmo tatame que eu nesse dia a dia, receber dela toda experiência que tem para passar. Os mais jovens podem assimilar e aprender com a maneira forte e séria que a Sarah treina. Eles vão querer fazer o mesmo para chegar ao patamar que ela chegou", disse.

"Me espelho demais nela. Além de ser uma campeã olímpica que passou por vários obstáculos para chegar onde está, é do mesmo peso que eu. Meu objetivo no judô é, assim como a Sarah Menezes, chegar aos Jogos Olímpicos e ser campeã. É para isso que treino. Quando me imagino daqui a 10, 20 anos não consigo me ver fazendo algo que não envolva o judô. Mesmo que não seja como atleta, quero ser técnica e passar toda experiência que adquirir até lá para outras pessoas", completou Nathalia.

A interação entre atletas faz parte da iniciativa do clube "Inspiração 2020/2024 – Ídolo gera craque feito em casa", que busca fortalecer cada vez mais os esportes olímpicos do Flamengo. Investindo cada vez mais em todas as modalidades, o time rubro-negro está construindo equipes fortes visando a temporada 2018.

As equipes de judô do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.