Seguro, Sub-20 derrota a Cabofriense fora de casa e é líder isolado do Grupo A da Taça Guanabara

Seguro, Sub-20 derrota a Cabofriense fora de casa e é líder isolado do Grupo A da Taça Guanabara

Foto: Léo Borges/Cabofriense

Segurança. Essa foi a palavra-chave da vitória rubro-negra sobre a Cabofriense por 3x0 (Luiz Henrique, Yuri e Marx Lenin) na tarde desta quarta-feira (21), em partida disputada no Estádio Alair Corrêa (Correão) em Cabo Frio, válida pela sexta rodada da Taça Guanabara Sub-20. Muito superior ao adversário durante todo o jogo e controlando a partida do início ao fim, os Garotos do Ninho ainda contaram com uma defesa de pênalti de Hugo Souza para vencerem a quinta partida em seis jogos no Estadual até aqui, resultado que coloca a equipe de volta na liderança isolada do Grupo A com 15 pontos, à frente de Vasco e Volta Redonda, que somam 13 pontos. Na última rodada da fase de classificação do primeiro turno, o Mais Querido receberá na Gávea justamente o Volta Redonda, no próximo sábado (24), às 15 horas. Com um empate, estará classificado para a semifinal. Se vencer, garante a liderança da chave, e a vantagem de jogar o jogo único da semifinal em casa e com o empate a seu favor no próximo meio de semana.

Sócio-torcedor tem mais Flamengo em campo: o dinheiro vai para o Futebol e traz mais reforços, revelações e estrutura no CT! Clique e sinta o orgulho de ser sócio-torcedor.

O Flamengo começou o jogo melhor e quase abriu o placar logo aos cinco minutos. Braian recebeu ótimo lançamento de Bernardo e cruzou na medida para Wendel, mas a finalização saiu sobre o gol de Vinicius. Na chance seguinte, a bola entrou. Wendel cruzou na área e Luiz Henrique apareceu livre de marcação, na altura da marca do pênalti, para fazer o primeiro dos Garotos do Ninho na partida. O Mais Querido seguia superior, e criou mais uma boa chance aos 17 minutos. Bill encarou a marcação na ponta direita e cruzou na área. A bola sobrou para Yuri, que ajeitou para a chegada de Theo. O chute saiu forte, mas à direita do gol da equipe da casa. 

A Cabofriense chegou pela primeira vez aos 30 minutos, em boa jogada individual de Bruno. O chute saiu forte, para boa defesa de Hugo Souza. Hugo Moura completou e afastou o perigo da área rubro-negra. Aos 39, Yuri encontrou Theo, que aparecia bem na área adversária como homem surpresa. Ele dominou com categoria no peito, girou para cima do zagueiro e bateu sem muita força. O goleiro Vinicius assustou a torcida da casa e quase engoliu um frangaço, mas se recuperou a tempo e evitou o segundo gol do Mais Querido na partida, que viria logo na sequência. 

Aos 41 minutos, Wendel puxou contra-ataque com muita velocidade e categoria na zona central do campo, driblou dois marcadores e tocou para Yuri. O meia dominou colocando a bola na frente e já tirando o zagueiro da jogada, e bateu rasteiro de perna esquerda no cantinho, sem chances de defesa para o goleiro, dando mais tranquilidade ao Rubro-Negro no jogo e abrindo vantagem no placar. 

O segundo tempo começou equilibrado, e aos nove minutos de jogo o árbitro assinalou pênalti de Pablo no atacante Lyniker. Ele mesmo cobrou e Hugo Souza brilhou. Primeiro, ao defender a batida. Depois, no rebote, mostrando muito reflexo e velocidade mesmo caído no chão e tirando a bola dos pés do atacante, que se preparava para rolar para o gol vazio. O goleiro voltou a brilhar aos 23 minutos, vencendo mais um duelo pessoal contra Lyniker. Lançado em velocidade, o atacante tentou tocar por cobertura, mas Hugo Souza se agigantou mais uma vez e esticou os braços para fazer a defesa, e depois controlar a bola. No lance seguinte o Flamengo quase fez o terceiro. Yuri cruzou, a bola passou pelo goleiro e Bill chegou um segundo atrasado.

Mas o melhor ainda estava por vir. Aos 42 minutos, Marx Lenin, que havia vindo do banco, soltou uma bomba da intermediária e acertou na gaveta, fazendo um tremendo golaço, que arrancou aplausos até mesmo da torcida da Cabofriense e deu números finais à importante vitória dos Garotos do Ninho, que seguem firme na sua caminhada rumo à semifinal da Taça Guanabara. 

Flamengo: Hugo Souza, Braian, Bernardo, Aderlan (Matheus Dantas), Pablo (Michael), Hugo Moura, Theo (Marx Lenin), Yuri (Samuel), Luiz Henrique, Bill e Wendel (Vitor Ricardo). Treinador: Mauricio Souza.