Sem alvoroço, Fla chega em Chapecó e Guerrero pede cuidado com rival

Sem alvoroço, Fla chega em Chapecó e Guerrero pede cuidado com rival

A chegada do Flamengo no fim da tarde desta sexta-feira, em Chapecó, foi tranquila. Apenas dois torcedores estiveram presentes no local para recepcionar a equipe, que encara no domingo a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro, e para manter a ponta da competição. Os catarinenses, por sua vez, buscam o primeiro triunfo na competição.

No desembarque, apenas o atacante Paolo Guerrero falou com os repórteres presentes e poucas palavras. Entre elas, atenção para o difícil confronto na Arena Condá.

- Chapecoense em casa é forte, mas somos o Flamengo, temos o dever de ganhar. Eles têm um bom elenco, vai ser difícil, mas também temos que ganhar - resumiu o camisa 9, que deve ganhar a chance entre os titulares no confronto.

De volta ao time, o meia Diego passou pelos jornalistas e pediu para falar apenas após ao jogo. Na manhã deste sábado, o Flamengo realiza o último treino antes do confronto, de portões fechados, na cidade de Santa Catarina. Para o confronto, o técnico Maurício Barbieri poupou o goleiro Diego Alves, o zagueiro Réver e os meias Everton RIbeiro e Lucas Paquetá.