Sem definir Zé, Fla conversa com Tata, mas argentino vai ter período sabático

Sem definir Zé, Fla conversa com Tata, mas argentino vai ter período sabático

Os efeitos de uma goleada colocaram em xeque os planos do Flamengo e do atual treinador Zé Ricardo. A derrota por 4 a 0 para o Corinthians fez o telefone de dirigentes tocarem com oferta tentadora: Gerardo "Tata" Martino. Foi o nome que pelo menos quatro empresários ofereceram por telefone ao Flamengo. Tata deixou a seleção de seu país esta semana, depois do vice-campeonato da Copa América. Houve até mesmo contato informal com Tata, mas o técnico avisou que não pretende trabalhar neste momento.

O novo capítulo mostra a indefinida situação de Zé Ricardo no comando do time. Após a vitória sobre o Inter há pouco mais de uma semana, a avaliação positiva do trabalho de Zé Ricardo combinava com o 5º lugar na tabela do Brasileiro. A diretoria rubro-negra, que a todo momento diz estar avaliando o caso com calma, planejava nesta semana sentar com o treinador e, enfim, tirar o status de interino de Zé Ricardo. No site oficial, o clube chegou a atualizar a ficha técnica de Zé e o tratou como "técnico" apenas. Mas os quatro gols do Corinthians e as resistências internas na diretoria frearam a efetivação imediata. 

Não é a primeira vez que o técnico argentino entra nos planos do clube da Gávea. Em 2014, outra goleada, pelo mesmo placar - 4 a 0 para o Internacional -, levou a direção do clube a avaliar a contratação de Tata, que deixou a seleção de seu país recentemente e estava de saída após passagem sem títulos pelo Barcelona. Na época, o técnico era Ney Franco, que foi demitido logo depois para a chegada de Vanderlei Luxemburgo. Desta vez, em contato informal com a diretoria do Flamengo, Tata Martino avisou que pretende ficar um tempo sem trabalhar.

Antes de Tata, o Flamengo já pensou em Jorge Sampaoli, que acertou com o Sevilla, da Espanha, e, mais recentemente, Marcelo Gallardo, do River Plate. A escassez de nomes de treinadores no mercado nacional, a rejeição dos torcedores rubro-negros por Abel Braga e o elogiado início de Zé Ricardo, que tem pouco mais de um mês no comando do Flamengo - com cinco vitórias, quatro derrotas e um empate -, ainda levam a direção do clube a olhar para nomes de treinadores estrangeiros.

Neste domingo, às 11h, no Mané Garrincha, em Brasília, o time do ainda interino Zé Ricardo enfrenta o Atlético-MG. O Rubro-Negro está em 7º lugar, com 20 pontos. Mesma pontuação do Galo, que está em 9º.