| Futebol

Sem definir Zé, Fla conversa com Tata, mas argentino vai ter período sabático

Pelo menos quatro empresários ligam para oferecer ex-técnico da Argentina, que foi analisado em 2014 no Rubro-Negro. Goleada contra o Corinthians freia efetivação

flameng - Sem definir Zé, Fla conversa com Tata, mas argentino vai ter período sabático

Os efeitos de uma goleada colocaram em xeque os planos do Flamengo e do atual treinador Zé Ricardo. A derrota por 4 a 0 para o Corinthians fez o telefone de dirigentes tocarem com oferta tentadora: Gerardo "Tata" Martino. Foi o nome que pelo menos quatro empresários ofereceram por telefone ao Flamengo. Tata deixou a seleção de seu país esta semana, depois do vice-campeonato da Copa América. Houve até mesmo contato informal com Tata, mas o técnico avisou que não pretende trabalhar neste momento.

O novo capítulo mostra a indefinida situação de Zé Ricardo no comando do time. Após a vitória sobre o Inter há pouco mais de uma semana, a avaliação positiva do trabalho de Zé Ricardo combinava com o 5º lugar na tabela do Brasileiro. A diretoria rubro-negra, que a todo momento diz estar avaliando o caso com calma, planejava nesta semana sentar com o treinador e, enfim, tirar o status de interino de Zé Ricardo. No site oficial, o clube chegou a atualizar a ficha técnica de Zé e o tratou como "técnico" apenas. Mas os quatro gols do Corinthians e as resistências internas na diretoria frearam a efetivação imediata. 

Não é a primeira vez que o técnico argentino entra nos planos do clube da Gávea. Em 2014, outra goleada, pelo mesmo placar - 4 a 0 para o Internacional -, levou a direção do clube a avaliar a contratação de Tata, que deixou a seleção de seu país recentemente e estava de saída após passagem sem títulos pelo Barcelona. Na época, o técnico era Ney Franco, que foi demitido logo depois para a chegada de Vanderlei Luxemburgo. Desta vez, em contato informal com a diretoria do Flamengo, Tata Martino avisou que pretende ficar um tempo sem trabalhar.

Antes de Tata, o Flamengo já pensou em Jorge Sampaoli, que acertou com o Sevilla, da Espanha, e, mais recentemente, Marcelo Gallardo, do River Plate. A escassez de nomes de treinadores no mercado nacional, a rejeição dos torcedores rubro-negros por Abel Braga e o elogiado início de Zé Ricardo, que tem pouco mais de um mês no comando do Flamengo - com cinco vitórias, quatro derrotas e um empate -, ainda levam a direção do clube a olhar para nomes de treinadores estrangeiros.

Neste domingo, às 11h, no Mané Garrincha, em Brasília, o time do ainda interino Zé Ricardo enfrenta o Atlético-MG. O Rubro-Negro está em 7º lugar, com 20 pontos. Mesma pontuação do Galo, que está em 9º. 

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/07/sem-definir-ze-fla-conversa-com-tata-mas-argentino-vai-ter-periodo-sabatico.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.