| Futebol

Sem Diego, Flamengo não recupera opções a tempo nem pode inscrever substitutos

Suplentes ou não estão à altura do craque ou não estão disponíveis

flameng - Sem Diego, Flamengo não recupera opções a tempo nem pode inscrever substitutos

Pior do que saber que não terá Diego por mais de um mês, é o Flamengo constatar que os possíveis substitutos ou não estão à altura do craque ou não estão disponíveis para entrarem em seu lugar. Embora a lesão provocada por um entorse no joelho direito não tenha sido tão grave, Diego passará por uma cirurgia amanhã e sua recuperação é estimada em até seis semanas. Prazo que tira o craque das próximas três partidas pela Libertadores e das finais do Estadual.

Durante esse período, o clube ainda não garante que poderá contar com Dario Conca, previsto para estrear em maio, e Ederson, sem prazo, apesar de boa evolução em campo. Entre a expectativa e a realidade, o técnico Zé Ricardo tem hoje na função dois meninos — Matheus Sávio e Lucas Paquetá — e o argentino Mancuello, que desde o começo do ano tem atuado pelas pontas.

O caso que desperta mais curiosidade, até pela necessidade que se tornou urgente, é de Ederson. O médico Márcio Tannure explicou que o jogador depende de um equilíbrio muscular pleno:

- Ele está integrado ao grupo, mas a comissão técnica acredita que ele esteja em fase final de reequilíbrio muscular para atender a todas as demandas. Mas está cada vez mais próximo. É mais uma questão do Zé Ricardo. Ficou muito tempo sem jogar, então há um vício neuromuscular que pode levar mais um tempo - avaliou o médico.

Se quando perdeu seus velocistas por lesão ou suspensão conseguiu repor, até com o improviso de Trauco no jogo contra o Atlético-PR, o treinador desta vez não tem como reparar o prejuízo e nem pode inscrever outro jogador nas competições em disputa.

Depois de realizar exame e constatar o problema, Diego mandou mensagem na internet:

“Graças a Deus não foi nada grave, mas terei de ficar algumas semanas sem jogar, me recuperando. Quero agradecer a todos pelas mensagem de apoio que recebi. Tenho certeza que passará rápido e eu voltarei ainda mais forte! Ate lá, eu estarei junto com vocês na torcida”.

Diego fará uma artroscopia amanhã e terá alta no domingo. Na segunda, inicia a fisioterapia no clube.

—A lesão não é incapacitante — frisou o médico.

Trauco pode virar solução permanente

A importância de Diego para o Flamengo até agora passava por dividir a responsabilidade com outro craque do time: Guerrero. Servir o peruano, porém, não é tarefa que pode ser desempenhada apenas pelo meia. Miguel Trauco mostrou que, além de lateral, é um garçom perfeito para o centroavante. Depois de servir o conterrâneo no Estadual, Trauco deu assistência para Guerrero na Libertadores, atuando em posição avançada no meio contra o Atlético-PR. Reforço que deu mais certo até aqui na temporada, o lateral pode reeditar a dobradinha com Renê do lado esquerdo mais vezes.

Everton, que tem sido desfalque por conta de uma lesão muscular na coxa e uma pancada no joelho, ainda não tem volta garantida para a semifinal do Estadual contra o Botafogo, mas o período até lá pode ser suficiente para seu retorno à equipe. Suspenso na Libertadores, o colombiano Berrío aumenta a lista de concorrentes na ponta direita, que já tem Gabriel e Marcelo Cirino na briga.

Assim, a vaga no meio, disputada por Mancuello e os jovens Matheus Sávio e Lucas Paquetá, pode ter Trauco como novo candidato. Guerrero, que subiu de produção com a chegada de seu companheiro de seleção peruana, reforçou que Trauco sabe onde encontrá-lo em campo, não apenas como pivô, mas também nas costas dos zagueiros.

— Trauco já sabe onde eu quero a bola.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/sem-diego-flamengo-nao-recupera-opcoes-tempo-nem-pode-inscrever-substitutos-21210008

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.