| Futebol

Sem reforços à vista, Luxa confia no grupo e reafirma salvação do Fla

Treinador concentra esforços na procura do time ideal com a dificuldade do clube em conseguir contratar jogadores de peso para o Brasileiro

Vanderlei Luxemburgo Treino Flamengo (Foto: Alexandre Cassiano / Agência o Globo)Luxa promete tirar o Flamengo da "confusão" (Foto: Alexandre Cassiano / Agência o Globo)

Canteros e Eduardo da Silva foram os únicos reforços contratados pelo Flamengo em uma janela que termina na quarta-feira. Com poucos dias pela frente e negociações sem muito sucesso ou esperança, o técnico Vanderlei Luxemburgo trabalha com o material que tem em mãos na busca por um time ideal para conseguir evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro no fim da temporada.

Luxemburgo mantém firme o discurso de que o Flamengo não cairá. Para isso, não fala em possibilidades e procura demonstrar confiança nos jogadores à disposição. Canteros já assumiu uma posição de titular e Eduardo da Silva esteve perto de ser escalado de início contra o Sport, domingo, no Maracanã, mas deu lugar a Paulinho, recuperado de um problema na coxa direita.

- Sou prático. Temos que definir o que queremos. Assim, o jogador vai saber a responsabilidade que tem. Esse grupo que vai tirar o Flamengo da confusão. Não estou pensando em jogador que vai chegar. É resolver o problema com quem está aqui. Fortalecer a nossa parte, acabar com pendências - disse Vanderlei.

Nesse momento, o treinador escolheu um time com três volantes e três atacantes, segundo suas próprias palavras. Para a situação que o time vive, Vanderlei preferiu deixar Lucas Mugni no banco de reservas como opção. No entanto, não quer dizer que tenha encontrado sua formação ideal.

- É uma questão de encaixe. Aposto que não vai cair, mas tenho que encontrar o time. Lá na frente pode ser outra história, mas nesse momento preferi entrar com uma equipe mais forte, sem esquecer de jogar futebol - comentou o comandante.

Mesmo com uma vitória domingo, o Flamengo não sairá da zona de rebaixamento pela diferença de saldo em relação ao Botafogo. O time tem 10 pontos e apenas duas vitórias no Brasileiro, à procura de engrenar uma sequência mais positiva.

- Faltam 25 jogos, mas não pode adiar. Hoje, o Cruzeiro é campeão e o Flamengo rebaixado, mas não é a realidade. Tenho que trabalhar com ela se não entro em parafuso. Até terminar, há muita coisa para passar. Confio e acredito ou não estaria aqui. Você conversa com os jogadores e já começa a sentir um time mais compacto e determinado. A tendência é encorpar - disse o treinador.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.