Senhor playoffs: Neto já conquistou quatro. Quer o quinto agora.

Senhor playoffs: Neto já conquistou quatro. Quer o quinto agora.
Poucos técnicos brasileiros conhecem tão bem os caminhos para vencer uma série de playoffs no NBB quanto José Alves dos Santos Neto. O treinador já disputou cinco vezes a etapa eliminatória à frente do FlaBasquete, com quatro títulos conquistados. Na última temporada, o time caiu nas quartas de final, contra o Pinheiros. A fome ficou e José Neto quer preencher esse ano com um time equilibrado em todas as posições e preparado para vários estilos, como a partida exigir.

O que passou, passou. Lições ficaram, mas José Neto pensa no futuro agora. O que importa é a temporada 2017/2018. O treinador não quer nem saber de pensar na eliminação passada. Novo playoff, nova vida. 

"A primeira coisa que temos que fazer é não comparar nada. O campeonato é outro. Se jogarmos agora pensando no passado, podemos cometer um erro grave. Outra equipe, outros adversários, e precisamos estar focados para esta temporada. Sabemos que temos que colocar como meta ir jogo a jogo. Tudo o que a gente fez serviu para termos a vantagem para decidir em casa, mais nada. Não se ganha nada de véspera", falou Neto, que alcançou nesta temporada o título de treinador mais vitorioso do NBB, com 200 triunfos. A marca foi atingida contra o Mogi, no dia 10/03, na vitória por 75x72 fora de casa. 

Ganhar o playoff do NBB não é para qualquer um. Neto ganhou quatro e todos acreditam que ele conhece muito bem o "caminho das pedras" para a conquista. Porém, segundo o próprio treinador, não existe mágica. A solução é uma só: vencer. 

"O caminho é vencer. Tratar cada jogo como um jogo decisivo, como fizemos durante toda a temporada e também para fazer juz à expectativa do Flamengo. Quando cheguei, a gente jogou duas temporadas com jogo único e só tem uma forma de se preparar pra isso: é jogar cada jogo assim, como se fosse único. Enquanto não vencer a série, cada adversário tem chance. Não dá para para ganhar só as duas primeiras. Tem que ganhar três partidas para avançar para a próxima fase", disse o treinador sobre a postura da equipe para a série. 

Uma velha máxima é a de "playoff é outro campeonato". Para Neto, não é bem assim. Embora o formato mude, a competição se mantém. O que o time precisa ter em mente é o objetivo final. 

"O campeonato é um só, mas o sistema de disputa diz que o campeão sai do playoff. Então, esse é o foco principal. As equipes se conhecem muito. Temos que saber que agora é preciso ter uma carga de qualidade maior. É aqui que se decide o campeonato".

A decisão começa neste domingo (15), contra adversário ainda a definir. Vitória e Minas Tênis Clube estão na disputa e foram para o quinto jogo. Nesta quinta, a vaga sairá em Salvador. Independentemente de quem virá, Neto já projeta a série, sabendo das dificuldades e qualidades dos oponentes, descartando qualquer favoritismo do Flamengo. 

"Será uma série muito difícil, não importa quem venha. São duas equipes que cresceram muito no campeonato. Uma delas vai jogar contra a gente por méritos. Ninguém deu a vaga. Temos que estar especialistas no adversário, sabendo o que ele pode trazer de problemas e a nossa capacidade de superá-lo", concluiu o treinador. 

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – thinkseg, Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.