| Futebol

Shamell admite saída do Pinheiros e abre as portas para o Fla: "Prioridade"

Em conversas com Mogi, Limeira, São José, Paulistano e Brasília, cestinha do NBB 6 revela encanto com a torcida e que gostaria de atuar com Marcelinho e Marquinhos

Oscar prêmio final NBB (Foto: André Durão / Globoesporte.com)Shamell recebe prêmio de cestinha do NBB 6 das mãos do Mão Santa, Oscar Schmidt
(Foto: André Durão / Globoesporte.com)

O ciclo de cinco anos de Shamell no Pinheiros está próximo do fim. A informação foi confirmada pelo próprio jogador durante a decisão do NBB, neste sábado. Homenageado com o troféu Oscar Schmidt por ter sido o cestinha da competição, o americano foi à Arena da Barra, onde de um camarote pôde acompanhar a vitória do Flamengo e ouvir pedidos de um dirigente do Limeira para se transferir para a cidade do interior paulista. Além desta proposta, o ala está em conversas com outras equipes, como Mogi, São José, Paulistano e Brasília.

- Ainda não sei o que será do meu futuro, mas é muito difícil eu permanecer no Pinheiros. Tenho ouvido algumas propostas e devo resolver tudo em mais uma ou duas semanas - revelou o atleta minutos após receber o prêmio das mãos do Mão Santa.

Os mais de 15 mil torcedores que empurraram o Rubro-Negro na conquista de seu terceiro título do NBB deixaram Shamell impressionado. A possibilidade de poder atuar com este apoio e ao lado do ex-companheiro Marquinhos e de Marcelinho, a quem define como o "cara" do basquete , fazem o ala de 33 anos abrir um largo sorriso e colocar o Flamengo como prioridade.

- Sim, seria. Eu gostaria muito (de jogar no Flamengo), ainda mais ao lado do Marcelinho e do Marquinhos - limitou-se a dizer o americano, que admitiu já ter recebido proposta do clube da Gávea em outras oportunidades.

Amigos fora de quadra, Marcelinho e Shamell costumam ser grandes rivais dentro dela (Foto: Fabio Leme)Shamell admitiu que gostaria de jogar ao lado de Marcelinho, seu grande rival dentro da quadra (Foto: Fabio Leme)
01

dirigente prioriza renovação de comissão técnica

Encerrada a vitoriosa temporada, a diretoria rubro-negra já se movimenta para montar a equipe para o segundo semestre. Com apenas três jogadores com contrato em vigor (Marcelinho, Marquinhos e Cristiano Felício - este ainda tentará se inscrever no draft da NBA), a meta é correr contra o tempo e manter o nível do atual elenco ou até melhorá-lo. Os obstáculos são a questão financeira e as peças ainda à disposição no mercado, já que a maioria dos times saíram na frente e contrataram grandes nomes.

- Realmente, agora teremos que pensar em remontar esta equipe, pois só temos três jogadores com contrato. O Flamengo vai tentar montar uma com a mesma qualidade ou melhor do que a atual, mas sem fazer loucura. Prioridade total é fechar com a comissão técnica e, a partir daí, procurar peças no mercado - explicou o diretor executivo de esportes olímpicos do clube, Marcelo Vido.

O que pesa a favor do Flamengo é a vontade de muitos atletas em se transferirem para a Gávea. Além do bom momento vivido pela modalidade, na próxima temporada os cariocas vão disputar o Mundial de Clubes contra o Maccabi Tel Aviv, em dois jogos no Rio de Janeiro, nos dias 26 e 28 de setembro, e outros dois nos EUA, possivelmente com o Orlando Magic, válida pela pré-temporada da NBA.

- Sabemos que os jogadores terão mais interesse em jogar pelo Flamengo e isso é normal. Espero que não tenhamos problemas. Quanto ao Shamell, não tem nada. Primeiro precisamos saber o que a comissão técnica quer - completou o dirigente.

Basquete flamengo Marcelo Vido, diretor executivo de esportes olímpicos do flamengo (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem)Marcelo Vido tem como prioridade a renovação da comissão técnica (Foto: Alexandre Vidal / FlaImagem)


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.