| Futebol

Sinal de alerta: sem vencer há três jogos e cometendo vacilos, Fla precisa abrir o olho

Rubro-Negro vem cometendo erros em sequência <br>

flameng - Sinal de alerta: sem vencer há três jogos e cometendo vacilos, Fla precisa abrir o olho

Com apenas uma derrota em sete jogos à frente do Flamengo, o técnico Reinaldo Rueda está longe de encarar uma crise no comando do time. No entanto, a falta de vitórias nos últimos três jogos - contra Paraná, Cruzeiro e Botafogo - emite um sinal de alerta para o time não vacilar novamente. Nesta quarta-feira, o Rubro-Negro encara a Chapecoense, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Os jogadores responsáveis pela marcação cometeram erros fatais contra o Botafogo. Além disso, Arrascaeta finalizou completamente sozinho no rebote do goleiro Thiago contra o Cruzeiro. No ataque, o Fla também ficou devendo. Nos últimos três jogos, foram apenas dois gols marcados.

A decisão de poupar alguns titulares contra o Botafogo foi justamente pensando em priorizar a Sul-Americana, como disse o técnico do Flamengo, Reinaldo Rueda. O treinador lembra que é preciso renovar o ânimo para o duelo diante da Chape, agora com força máxima.

- É um jogo difícil contra a Chapecoense. Alguns titulares mantiveram o ritmo e outros descansaram para quarta-feira em Chapecó. Temos que levantar a cabeça e fazer o trabalho para quarta-feira contra a Chapecoense - disse Rueda.

Cauteloso, o volante Willian Arão lembrou que, para passar pela Chape, é preciso ter atenção nos dois jogos. A partida de volta será no dia 20, na Ilha do Urubu.

- Nada será decidido nesta primeira partida. Ainda teremos o jogo da volta, no Rio de Janeiro - comentou o cabeça de área.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/sinal-alerta-sem-vencer-tres-jogos-cometendo-vacilos-fla-precisa-abrir-olho.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

1 Comentário

Tadeu RodriguesHá 1 mês

Tomara que avisem ao Rueda que o Flamengo nunca foi rebaixado. Taça também está difícil a Copa do Brasil empatamos em casa com o Maracanã lotado. SRN

Carregar mais