| Futebol

Só jogão! Relembre outras partidas decisivas entre Galo e Fla na história

Na lista, há final de Brasileiro, duelo polêmico pela Libertadores, goleadas, viradas e até confronto direto contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro

O sábado, 29 de outubro, será mais um a entrar na lista de dias históricos no confronto entre Atlético-MG e Flamengo. Ainda sonhando com o título do Brasileiro, apesar da distância para o líder Palmeiras (67 pontos), o terceiro (59) e o segundo (61) colocados da competição, respectivamente, veem no confronto uma grande chance de dar uma arrancada rumo a mais uma conquista nacional. Na véspera de mais um confronto decisivo, que será realizado no Mineirão, às 16h30 (de Brasília), o GloboEsporte.com relembra jogos entre as duas equipes que não saem da memória do torcedor. Confira a lista:

A final do Campeonato Brasileiro daquele ano juntou o Flamengo, em busca até então do seu primeiro título nacional e com uma leva de craques, como Júnior, Adílio e Zico, contra o Atlético-MG, soberano em terras mineiras há anos, que buscava a consagração no cenário nacional e era, também, repleto de talentos, como Éder, Reinaldo e Cerezo. No primeiro jogo, no Mineirão lotado, o Atlético venceu por 1 a 0, gol de Reinaldo. No segundo, com o Maracanã com mais de 150 mil espectadores, o Flamengo venceu por 3 a 2 e foi campeão. O regulamento daquele ano previa vantagem de dois resultados iguais ao time de melhor campanha nas semifinais, no caso, o time rubro-negro.


Pouco mais de seis meses depois de decidirem o Brasileiro, Galo e Fla voltaram a se encontrar em um jogo decisivo, agora pela Taça Libertadores. As duas equipes terminaram empatadas, no Grupo 3, com oito pontos em seis jogos. Somente o campeão da chave passava e foi realizado um jogo desempate, em Goiânia, campo neutro. No primeiro tempo, o árbitro José Roberto Wright expulsou quatro jogadores atleticanos titulares: Reinaldo, Éder, Palhinha e Chicão, além do técnico Carlos Alberto Silva e de todo o banco alvinegro.


Foi o estopim para um tumulto no gramado, com muita revolta atleticana. Depois de alguns minutos, a partida recomeçou, mas o goleiro João Leite caiu no gramado, reclamando de dores na perna. Uma nova confusão começou, e José Roberto Wright expulsou Osmar Guarnelli. Com o Atlético-MG sem o número mínimo de atletas para jogar (sete), a partida foi encerrada e, posteriormente, o Flamengo foi dado como vencedor. José Roberto Wright, árbitro daquela partida, se defendeu das acusações por parte do Atlético-MG em um entrevista ao GloboEsporte.com há três anos. Naquele ano, o Fla seria campeão da competição.

A partida foi em janeiro de 1987, mas valia pelo Brasileiro de 1986. A fase era oitavas de final. Na primeira partida, empate por 1 a 1, no Maracanã. Na volta, no Mineirão, com um gol de Nelinho de pênalti, o Galo venceu a partida por 1 a 0 e passou de fase.





Pela quarta vez na década de 80, as duas equipes se encontravam em um duelo. Agora pela Copa União, nome dado ao Brasileiro daquele ano. Galo e Flamengo brigavam por uma vaga na final do Módulo Verde. No primeiro jogo, no Maracanã, vitória rubro-negra por 1 a 0, gol de Bebeto. Na volta, no Mineirão, novamente deu Fla. Com gols de Zico, Bebeto e Renato Gaúcho, a equipe venceu por 3 a 2 o Galo, que descontou com Chiquinho e Sérgio Araújo, e chegou à final. O campeão da competição foi o Flamengo.


Diferentemente dos outros encontros, dessa vez Flamengo e Atlético-MG não viviam um bom momento. As duas equipes lutavam contra o rebaixamento em um Brasileiro de pontos corridos, com 24 times. O Galo, com 43 pontos, estava na zona do rebaixamento. Já o Flamengo, fora, mas próximo do Z-4. Com uma grande atuação em um jogo realizado em Ipatinga, o time alvinegro goleou por 6 a 1, saiu da zona incômoda, jogando o concorrente para a mesma ao final da 41ª rodada.



Pela primeira vez, os dois times se encontravam em um duelo decisivo na Copa do Brasil. A fase era quartas de final. E o Flamengo não teve dificuldades no primeiro jogo: goleada por 4 a 1, no Maracanã, no primeiro jogo, com gols de Jônatas, Renato (dois) e Obina. Marinho descontou para o Galo. Na volta, no Mineirão, empate sem gols. Naquele ano, o Flamengo foi campeão da Copa do Brasil.









No ano de mais um título brasileiro do Flamengo, mais uma vez o Atlético-MG estava no caminho. Na 34ª rodada, reta final do Brasileiro, as duas equipes, sonhando com o título brasileiro ou vaga na Libertadores, entraram em campo. O Rubro-Negro levou a melhor: 3 a 1 - gols de Petkovic, Maldonado e Adriano, com Ricardinho marcando o dos mineiros. A vitória fez o Fla chegar aos 57 pontos, ultrapassar o Galo, que ficou com 56 em quarto, e subir para o terceiro lugar. O final daquele campeonato, todo mundo se lembra... Maracanã...Grêmio...Ronaldo Angelim...


Há dois anos, quem levou a melhor foi o Galo. Após ser derrotado por 2 a 0 no Maracanã, o time alvinegro precisava, mais uma vez, acreditar para chegar à grande final da Copa do Brasil. Mesmo saindo atrás, o Atlético-MG reagiu, fez 4 a 1, de virada, e chegou à decisão, ganhando do maior rival, o Cruzeiro, na fase final.







Fonte: http://globoesporte.globo.com/mg/futebol/noticia/2016/10/so-jogao-relembre-outras-partidas-decisivas-entre-galo-e-fla-na-historia.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.