| Futebol

Sonho do Flamengo, Marinho diz que futuro ainda está indefinido

Atacante quer resolver situação até o fim do ano

Um dos sonhos de consumo do Flamengo e de outras grandes equipes do futebol brasileiro, o atacante Marinho, de 26 anos, disse que ainda não está com o futuro definido. Destaque do Vitória e autor de 12 gols no Campeonato Brasileiro, o jogador disse que está curtindo as férias, mas quer ter a sua situação definida o quanto antes para começar a pensar na temporada de 2017.

- Esse ano foi muito bom para mim. Graças a Deus, o Vitória me abriu as portas e eu tenho contrato até 2018. Várias equipes procuraram. Flamengo, Santos, Botafogo, Grêmio... quem não gostaria de jogar nelas? São grandes times. Mas eu estou curtindo as minhas férias e o que chegar para mim e para o Vitória, vamos estudar e resolver - disse o atacante, em entrevista ao programa “Seleção Sportv“.

Marinho disse que o seu procurador é que está cuidando das negociações sobre o seu futuro. Mas o jogador não quer ver o caso se arrastando muito. E deu como prazo até o fim do ano para resolver a sua situação.

- Até o final de dezembro espero ter a minha situação definida. Não quero entrar em 2017 com nenhuma dúvida. Até o final do ano quero tudo definido porque eu tenho que estar com a cabeça tranquila ao voltar das férias.

Além dos clubes citados por Marinho, Corinthians e Palmeiras também teriam interesse na contratação do atacante. O jogador também teria uma proposta dos Emirados Árabes, mas ele disse não estar sabendo de nada.

Para Marinho, muitos fatores vão pesar na decisão. E o financeiro será um deles.

- Sou muito do presente. O futebol nos dá oportunidades... eu já rodei por muitos clubes e tive um ano muito bom. Fiquei seis meses no Ceará, fui bem, ai fui para o Cruzeiro e as coisas não aconteceram. Ai falam: “O cara só joga em time pequeno”. Mas com o Vanderlei (Luxemburgo), eu era titular. Mudou o treinador e as coisas não aconteceram. Não mudei nada (no Vitória) do que fazia no Cruzeiro. Mas aqui me deram oportunidade e a confiança que tanto o (Vàgner) Mancini quando o Argel me deram. O futebol é muito curto também. Tenho que pensar na minha família e colocar tudo na balança. Fazer o pé de meia é o que importa no futebol.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/sonho-do-flamengo-marinho-diz-que-futuro-ainda-esta-indefinido-20679031

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.