TÁ RECLAMANDO DE QUÊ ???

TÁ RECLAMANDO DE QUÊ ???

O fato de ser colunista passa LONGE da obrigatoriedade de ter razão. Minha opinião é apenas a de um torcedor, como qualquer um de vocês, com direito a erros e acertos. Tendo isso esclarecido, vou aqui apenas propor algumas reflexões.

Vamos fazer uma rápida retrospectiva do ano passado pra cá?
Assume Muricy, com apoio maciço da nossa torcida, mas fica pouco tempo devido a problemas de saúde e acaba deixando a equipe sem nada que fosse aproveitável.

Assume o Jaime, mas não fica. Vem o treinador da base de forma “interina” e com um tremendo desafio pela frente, já que seríamos obrigados a viajar em praticamente TODAS as rodadas. Mas os bons resultados acabam o efetivando no cargo e, com ele, chegamos a um improvável vice-campeonato na pontuação (o 3º se deu por critérios de desempate).

Nosso desempenho foi TÃO satisfatório (com Gabriel e Marcio Araujo de titulares absolutos, não se esqueçam), que a mídia inteira nos apontava como candidatos a ganhar TUDO em 2017. E, realmente, 2017 desenhava-se de forma bastante animadora.

Campeão Carioca invicto, e com apenas quatro derrotas em 2017, o Flamengo vinha conseguindo ótimos números. Em 41 jogos oficiais o time conquistou 25 vitórias e 12 empates, ficando assim com um aproveitamento de 70,7% dos pontos. O melhor percentual desde 1980.

Na Libertadores  goleamos os argentinos aqui, mas perdemos (mesmo jogando melhor) para os chilenos lá. Vencemos os paranaenses no Maraca, mas nossa festa não foi completa, pois perdemos aquele que vinha sendo o nosso principal jogador e Maestro da equipe. Lamentavelmente, Diego foi obrigado a passar por cirurgia.

Já sem ele, perdemos para os paranaenses lá, NOVAMENTE jogando melhor (segundo os principais analistas da mídia). Mas, mesmo sem ele, devolvemos a derrota para os chilenos com um convincente 3 a 1 no Maracanã. Fomos para a Argentina (ainda sem nosso principal jogador) fazer o último jogo da primeira fase, com amplas possibilidades de classificação. Só que, apesar de virar o primeiro tempo em vantagem e jogando melhor, levamos a virada no último lance da partida e acabamos eliminados.

A partir daí, na minha interpretação, começaram nossos problemas. Ninguém estava psicologicamente preparado para isso. Nem Diretoria, nem torcedores e muito menos os jogadores. O declínio de desempenho se tornou evidente e se iniciou uma IMENSA pressão por parte da torcida, o que só agravou ainda mais a situação.

Em futebol, o torcedor precisa achar um culpado e o alvo principal é o treinador. Não há divisão de culpas e nem interessa a ele se foi com Gabriel e Marcio Araujo que tivemos um desempenho tão animador no ano anterior. Se ele não gosta e o cara é escalado, faz parte da “panela”. Não interessa se deixamos de vencer Palmeiras e “Curintia” em erros grosseiros do Diego ou se o time dominava amplamente o jogo, até o Arão dar de presente o gol do Vitória. Nem interessa se os reforços, que só chegaram no meio do ano, não estavam aptos a jogar.

O culpado é ELE, a solução é sua demissão, e vão espernear como criança de quem se tirou o brinquedo, até serem atendidos. Alguns vão mais além e ESCOLHEM o nome do próximo, entupindo sua caixa de mensagens com convites, mesmo sem O MENOR conhecimento de seus métodos. Se limitam a ir no embalo das Redes Sociais.

Pois é pra esses que eu pergunto agora:
- TÁ RECLAMANDO DE QUÊ ???
Não foi feita a vossa vontade?

Quando a nossa Diretoria decidiu sucumbir à pressão e trocar o treinador, faltando pouco mais de três meses para acabar o ano, SABIA perfeitamente dos riscos dessa decisão. Especialmente se a troca fosse feita optando-se por um treinador estrangeiro, que passaria certo tempo precisando até de Legendas pra ser compreendido. E esses torcedores mais radicais, pelo menos aqueles com um conhecimento básico de futebol, DEVERIAM saber também.

Que fique BEM CLARO, que NÃO ESTOU discutindo a decisão da Diretoria. Estou apenas analisando as consequências ÓBVIAS da mesma. Por sinal, considero o atual treinador o menos culpado pelo nosso momento atual. Rueda não é mágico. Nem mágico e nem Psicólogo.

Será que esses torcedores mais “exaltadinhos” imaginavam que o Gringo ia chegar e já fazer a equipe recuperar a confiança perdida? Faria o Diego não errar mais pênaltis decisivos ou perder gols feitos? Será que imaginavam que, de uma hora para outra, iriam acabar os cruzamentos na área e surgiriam virtuosas triangulações pelo meio? Imaginaram que não veríamos mais os bicos pra frente dos nossos zagueiros? Ou será que imaginaram que os recém contratados passariam a mostrar serviço imediatamente?

Se imaginavam, recomendo que dêem um tempinho na prática de Playstation, porque o futebol de verdade não funciona assim. Vai ser necessário um tempo considerável, para que o treinador possa se fazer entender melhor e testar as idéias que pretende implantar.

Que me perdoem os discordantes, mas não acho que esteja faltando dedicação ou comprometimento. Na minha visão, está faltando entrosamento (cada jogo é um time diferente) e confiança ao nosso elenco. Entrosamento, em função dos jogadores que chegaram há pouco e nos obrigam a mudar nossa forma de jogar, além de esperar que se readaptem ao futebol daqui. Confiança, que foi perdida com a eliminação da Libertadores e agravada pela derrota na final de quarta passada.

E também vou discordar TOTALMENTE de quem fala de “Falta de Cobrança” da Diretoria. Alguém aqui sabe se realmente não está havendo cobrança sobre o elenco? Se souber, está perdendo uma ótima oportunidade até de ganhar uma graninha. Entre em contato com a Globo e os informe, pois nem seus repórteres profissionais sabem o que acontece nos bastidores do Flamengo. As notícias são TODAS baseadas no “ouvi dizer”. Além disso, penso que NENHUMA Diretoria alcança os resultados que esta conseguiu, em tão pouco tempo, sem cobranças DIÁRIAS em TODOS os seus setores.

Quem me conhece aqui sabe que eu sempre fui simpático ao BAP, mas NÃO HÁ como questionar a administração Bandeira de Melo. Seu trabalho é de valor INESTIMÁVEL para o clube, sob todos os aspectos. Tem “protegidos”? Queriam O QUÊ? Que ele viesse a público detonar os próprios jogadores? Caso o fizesse, além de perder o grupo, os desvalorizaria drasticamente no mercado.

O ano de 2017 AINDA não está perdido, mas, inegavelmente, está sob sério risco. Pior, com reais possibilidades de influir negativamente em 2018 também. Acho bom esses torcedores “mais exaltadinhos” compreenderem a gravidade do momento, se lembrarem de sua parcela de responsabilidade nas escolhas (não foram atendidos?) e entenderem que vamos continuar precisando exercitar a paciência e, mesmo a contragosto, apoiando a equipe.

Se não resistem ao impulso de pegar no pé de jogadores ou vaiar durante os jogos, melhor fazê-lo de casa, diante da TV, sob pena do que já está ruim ficar pior.

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!

Mudança no sistema de comentários
Não é mais necessário fazer login no site Flamengo RJ para comentar. Agora você precisa entrar no sistema de comentário abaixo com uma das opções de login disponível.