| Futebol

Trabalho para corrigir os erros

flameng - Trabalho para corrigir os erros

O Flamengo terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro com 34 pontos, apenas dois atrás do líder Palmeiras, e, portanto, está rigorosamente no páreo para conquistar o título da competição. Porém, na visão dos jogadores flamenguistas, esse sonho só vai se tornar realidade se o time corrigir alguns erros que foram determinantes até aqui e que impediram o Rubro-Negro de deslanchar.

“Tivemos um primeiro turno positivo, mas não conseguimos tudo o que a gente planejava, pois perdemos alguns pontos muito importantes, principalmente no começo da competição. A gente sempre soube que eles fariam falta e agora estão fazendo, pois poderíamos estar ainda em situação melhor na tabela de classificação. Mas como não podemos mudar o que já passou temos que manter o foco naquilo que está por vir e no caso é o returno”, disse o zagueiro Réver.

O volante Willian Arão lembrou que o Flamengo perdeu alguns pontos importantes como mandante.

“O Flamengo teve alguns momentos no Campeonato Brasileiro que pecou pela falta de regularidade. Sabemos que, por exemplo, não conseguimos uma boa sequência de vitórias e isso sempre faz falta. Também perdemos alguns pontinhos importantes no Rio de Janeiro, o que não foi legal. Mas estamos no páreo, como todos os outros, e temos que mostrar no returno os motivos pelos quais nos credenciamos a brigar pelo título”, disse o volante.

Dos jogos que teve o mando de campo e não conseguiu vencer o Flamengo lamenta mais a derrota de 2 a 1 para o Palmeiras, um concorrente direto. O empate por 2 a 2 com o São Paulo também custou caro, pois o Rubro-Negro teve a oportunidade de ganhar nos acréscimos do segundo tempo, quando o apoiador Alan Patrick desperdiçou um pênalti. Outro resultado ruim foi o empate por 2 a 2 com a Chapecoense, em Volta Redonda (RJ).

O técnico Zé Ricardo disse que a equipe tem que pensar jogo a jogo.

“Nossa preocupação é jogo a jogo. Há cinco rodadas a diferença para o líder era de oito pontos. Tiramos para cinco, depois para três e, em seguida, para dois. Com a vitória hoje, o pior que pode acontecer é manter essa diferença. É importante a gente estar no bolo de clubes na parte de cima da tabela. Ainda temos muito a crescer e a evoluir. A equipe vem mostrando isso. Estamos há seis partidas sem perder. O grupo está muito unido e comprometido. Então só posso acreditar que ainda vamos crescer bastante na competição”, analisou.

O treinador destacou ainda o bom ambiente no clube.

Não consigo desvincular da condição humana do atleta. Se o cara se sente bem como ser humano, vai render mais como atleta. Saio satisfeito. No final do jogo fiquei um pouco emocionado. São dois meses de trabalho. É uma pressão muito grande trabalhar num clube enorme como o Flamengo, mas também um orgulho enorme. Sinto que tenho a confiança do grupo e da diretoria.

Dentro de campo o elenco segue trabalhando de olho no confronto com o Sport no próximo sábado, às 16h (de Brasília), na Arena Pernambuco, em Recife (PE), pela vigésima rodada da competição. Hoje, o treino será realizado na parte da manhã.

Fonte: O Fluminense

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.