• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Tradição e respeito! Organizada do Flamengo presta homenagem a Maradona no Maracanã

Por: Guilherme Calvano

Na última quarta-feira (25), o mundo do futebol perdeu Maradona, um dos maiores jogadores de todos os tempos. Nesta terça (01), o Flamengo enfrenta o Racing, da Argentina, no Maracanã, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, e a torcida organizada Raça Rubro-Negra, com uma bela iniciativa, prestou homenagem ao craque hermano antes do apito inicial.

Com a ausência de público nos jogos, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, na madrugada de segunda (30) para terça (01), integrantes da torcida hastearam faixas na arquibancada como forma de apoio ao Mais Querido, e uma em especial chamou atenção. Com a frase “Maradona hoy y siempre”, a maior organizada do Fla deixa a rivalidade Brasil x Argentina de lado e homenageia um dos maiores jogadores da história.

Anderson Macula, presidente da torcida, em contato exclusivo com o Coluna do Fla, falou um pouco da ação e ressaltou a importância de Maradona para o futebol. Além disso, citou a relação da Raça com a La 12, principal organizada do Boca Juniores, clube pelo qual o craque argentino jogou e é ídolo.

-Quem ama futebol e vive o futebol, como é que vai falar que não gosta do Maradona? Maradona foi um gênio da bola! Independente das coisas fora de campo, tecnicamente ele fazia coisas diferentes, muito habilidoso, muito diferenciado. Então, a torcida do Flamengo não podia ficar de fora disso. A Raça Rubro-Negra, por ter uma tradição com a La 12, do Boca Juniors, ter uma sintonia, não podia estar de fora de uma homenagem como essa.

-Então é uma homenagem para o futebol, para o jogador que se foi, que é um dos maiores da história sem sombra de dúvidas. A gente lamenta a morte, mas a homenagem ela é bem feita e precisa. Procuramos fazer algo que tenha ligação. Não inventamos nada, pegamos uma faixa e reeditamos uma tradição de anos atrás. É pela sintonia que sempre teve entre Brasil e Argentina, Flamengo e Boca Juniors e Flamengo e Maradona. E a Raça Rubro-Negra não poderia ficar de fora porque é pioneira sempre!

Eduardo Benfica, integrante da Raça Rubro-Negra, também comentou sobre a homenagem e relembrou episódio marcante que ocorreu em 1991. Em partida válida pela Libertadores daquele ano, o time do Flamengo entrou em campo, se solidarizando com a fase vivida por Maradona, preso por porte de drogas na época. A faixa “Maradona, o Flamengo te ama, hoje e sempre” foi estendida pelos jogadores do Mais Querido.

-Surgiu essa ideia assim que a gente ficou sabendo da morte do Maradona. Como um dos maiores da história, a gente não poderia deixar passar em branco e fizemos essa pequena homenagem, até pela relação que ele já teve com o Flamengo. A gente, décadas atrás, entrou com uma faixa em homenagem a ele na Bombonera, em uma partida pela Libertadores, que acabamos perdendo por 3 a 0. Então a ideia foi justamente essa, reeditar essa faixa, da mesma forma que foi feito naquele ano, prestar uma homenagem ao Maradona, só que agora uma homenagem póstuma.

Flamengo e Racing se enfrentam na noite desta terça, às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã, em partida válida pela volta das oitavas de final da Copa Libertadores. Com o 1 a 1 no El Cilindro de Avellaneda (Argentina), o empate sem gols classifica o Rubro-Negro. O SBT exibe o jogão, e o Coluna do Fla, como de costume, realiza a transmissão mais pé quente e rubro-negra da internet, via YouTube. O Brabo Rafa Penido narra o duelo, acompanhado do comentarista Tulio Rodrigues e do repórter João Pedro Granette.

Publicado em colunadofla.com.