- ​O entrosamento com o Guerrero será importante. Nos conhecemos bem, conheço os movimentos do Paolo, tudo o que ele pode fazer. A torcida deve esperar muito sacrifício e trabalho. Sou um jogador que gosta de servir os companheiros e participar das jogadas de gols - disse, em sua primeira entrevista pelo clube. 

- É uma honra jogar no Flamengo, um time gigante. Tive outras propostas, mas escolhi vir para cá pela importância do clube e por ser uma enorme vitrine - completou. 

Inicialmente, o jogador vem para ser reserva do garoto Jorge. Trauco garantiu que conversará bastante com o jovem, até para acelerar seu processo de adaptação ao futebol brasileiro. 

 

- Ainda não conversei com Jorge, mas vi os vídeos por ser da minha posição. Tenho a ideia de como joga. Certamente vamos nos falar bastante. É um grande desafio para a minha carreira jogar fora do meu país - concluiu. 

​​