"Minha adaptação foi muito rápida. Eu sempre me adapto bem as coisas que vou vivendo. No começo o mais difícil para minha foi o idioma, que não compreendia, mas agora entendo melhor. Estou com a minha família e está tudo certo", disse o peruano, em entrevista ao ​Lance!.

Eleito o melhor lateral-esquerdo do Campeonato Peruano em 2016, Trauco tem consciência de que o Brasileirão deve exigir mais do que o torneio em sua terra natal. O Flamengo estreia na competição neste sábado, às 16h, diante do Atlético-MG no Maracanã.

"Meus companheiros me deram muitas referências e eu acompanhava o futebol brasileiro e sei que o Brasileirão é um dos campeonatos mais fortes do mundo. Assim temos que estar muito bem preparados, pois são partidas intensas e seguidas. Temos que estar fisicamente e mentalmente muito bem", afirmou.

O Maraca, por sinal, foi palco de uma das maiores emoções do lateral peruano desde sua chegada ao Rio de Janeiro. Trauco ficou impressionado elogiou a torcida rubro-negra.

"Me emocionei muito ao jogar no Maracanã lotado, com a torcida gritando a todo instante. Um momento único, vou guardar cada segundo. A torcida empurra e nos da muita força, sempre incentivando até nos momentos mais difíceis", concluiu.

​​