| Futebol

Trazido ao Flamengo por sócios-torcedores, Cirino encontra membros do Nação na Gávea

Jogador garante que é rubro-negro de coração e conta como é defender o Manto Sagrado

Marcelo Cirino e os sócios-torcedores presentes

Marcelo Cirino e os sócios-torcedores presentes

A Sede Social da Gávea recebeu na manhã desta terça-feira (24.03) a visita de sócios-torcedores do Flamengo para uma bate papo mais que especial com outro membro do Nação Rubro-Negra, o atacante Marcelo Cirino. Cerca de 30 torcedores que se inscreveram puderam fazer perguntas e ouvir histórias do camisa 7 do Mais Querido.
Durante a conversa, o artilheiro do Rubro-Negro falou sobre sua carreira até aqui, planos para o futuro, de sua relação com o clube e foi bem direto ao dizer: "Fui, sou e sempre serei torcedor de coração do Flamengo". Confira detalhes do bate-papo:

Como foi atuar contra o Vasco da Gama
O jogo de domingo (22.03) foi muito especial. Essa é uma das maiores rivalidades do Brasil e ver a torcida gritar seu nome em um estádio lotado, durante um clássico, é emocionante. Espero poder jogar no Maracanã sempre lotado como vi e que eu possa retribuir com muitos gols.

Sócio-torcedor
Antes de eu acertar com Flamengo, as pessoas já me davam boas vindas e isso mexeu bastante comigo já que vi o tamanho desse grande clube. Fico muito feliz por tudo que os membros do Nação Rubro-Negra fizeram para que eu pudesse estar aqui hoje e agora também faço parte desse time, sendo mais um sócio-torcedor. O clube está no caminho certo para ser ainda maior em um futuro próximo. Quer ver mais craques como o Cirino na equipe? Seja você também um sócio-torcedor. (LINK ADESÃO)

Vinda para o Flamengo
Pesou muito o que vi naquela partida da Copa do Brasil de 2013, quando joguei contra o Flamengo. O Maraca lotado, o esforço do sócio-torcedor... Tudo influenciou bastante e mexeu comigo. Além disso, todo jogador tem um pouco de Flamengo. Aqui tudo é maior. A confiança, a desconfiança, o apoio. Para completar, sempre fui, sou e serei torcedor de coração do Flamengo.

Mudança de posição
Não sabia dos planos da comissão técnica de me mudar de posição, mas quando descobri, vi que era perfeitamente possível. Sabia que teria de me adaptar, e ainda estou me adaptando, trabalhando todos os dias com meus companheiros para dar cada vez mais alegrias aos torcedores rubro-negros. Ainda tenho muito a melhorar e crescer. Agradeço a todos os elogios que tenho recebido e quero continuar fazendo tudo bem feito.

Briga por vaga no ataque
Vamos procurar sempre fazer o melhor, independentemente de quem jogue ali na frente. São muitos bons jogadores lutando por posições e isso só tem a acrescentar ao time. Nosso elenco está muito unido e fechado. Fui muito bem recebido desde o primeiro momento, justamente por essa união que estamos começando a colher resultados.

Meta de gols
Nunca consegui alcançar mais de vinte gols em um ano, e agora criei essa meta. Estou próximo de chegar a metade deste número e vou continuar trabalhando para chegar lá.

Adílio e Julio César Uri Geller
Foi muito gratificante conversar com esses dois craques sobre a história deles dentro e fora do clube. Eles me contaram várias casos engraçados e de todos os títulos que conquistaram. Quero poder chegar perto de ser tão vencedor quanto eles e ser reconhecido por isso, ficar marcado por tudo que estou fazendo aqui.

Relação com Vanderlei Luxemburgo
O Luxemburgo é um cara muito vitorioso e passa toda essa experiência dele para a gente. Temos conversado bastante, principalmente sobre essa minha mudança de posição. Ele é um ótimo treinador e uma grande pessoa.

Deivid
Ele vem passando tudo que viveu ao longo sua carreira, principalmente para nós, atacantes, e tem sido fundamental para a evolução do nosso grupo.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/20739/trazido-ao-flamengo-por-socios-torcedores-cirino-encontra-membros-do-nacao-na-gavea

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.