| Futebol

Treino diferenciado e papo com Ney: o primeiro dia de Felipe após a lesão

Goleiro realiza trabalho especial com o preparador Wagner Miranda apesar de fratura na região das costelas. Jogador deve estar recuperado em, no máximo, três semanas

O primeiro dia de Felipe, após ter confirmada a lesão na região das costelas, foi de trabalho leve e conversa com o técnico Ney Franco. Na manhã desta quarta-feira, no Ninho do Urubu, o goleiro fez trabalho diferenciado dos demais colegas de posição e, antes de concluí-lo, bateu papo com o chefe. Mesmo sem previsão divulgada pelo departamento médico rubro-negro, a estimativa é de que ele esteja totalmente recuperado em, no máximo, três semanas.  

A fratura no arco costal direito, diagnosticada após exame feito na terça-feira, não o impedirá de treinar. Porém, a recomendação é evitar choques. Então, por ora, os treinamentos são para manter o mínimo de ritmo de jogo e a forma física. Nesta manhã, por exemplo, ele fez o aquecimento bom bola e, posteriormente, percorreu um circuito de corrida e giro de direção.  

- Fizemos um trabalho de velocidade e reação, e o Felipe respondeu muito bem – explicou o preparador de goleiro Wagner Miranda.  

Felipe só não acompanhou as atividades, feitas por Paulo Victor, Luan e Cesar, com queda no chão. Pois isto, não irá participar do jogo-treino de domingo, contra o Tupi-MG, no Ninho, o primeiro teste neste período de preparação visando o retorno do Brasileirão, em 16 de julho, diante do Atlético-PR.   

Enquanto os goleiros trabalhavam com Wagner Miranda, os demais jogadores realizaram um treino técnico em campo reduzido. O Flamengo volta a treinar na tarde desta quarta-feira.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.