| Futebol

Trinta e oito minutos, pressão e nada de entrevistas: a estreia de Donatti

Zagueiro argentino substitui Juan, com desconforto muscular, e ajuda o Flamengo a garantir a vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba no Paraná

flameng - Trinta e oito minutos, pressão e nada de entrevistas: a estreia de Donatti

Foi uma estreia até certo ponto inesperada. Apesar de estar no banco de reservas do Flamengo pela primeira vez, Alejandro Donatti é zagueiro, uma posição em que os técnicos geralmente só mexem em casos mais complexos. Pois foi assim que o argentino iniciou a história dele no Rubro-Negro. Aos 10 minutos do segundo tempo, contra o Coritiba, no Couto Pereira, Juan sentiu dor na panturrilha esquerda e saiu por precaução. Será reavaliado nesta segunda-feira, no Rio. 

Donatti entrou às pressas. Naquele momento, o Flamengo vencia por 1 a 0, gol de Guerrero, e era pressionado pelos donos da casa. Sem qualidade para chegar ao gol rubro-negro na base do toque do bola, o Coritiba abusou dos cruzamentos. A altura é um dos seus pontos fortes. Com 1,92m, é sempre um problema para os adversários.



O argentino, que joga pelos dois lados da defesa, assumiu o direito. Rafael Vaz continuou na esquerda. Não houve um lance em que Donatti tenha se destacado. Mas também não cometeu falhas. Na saída de bola, risco zero. Toques para o lado ou para frente. Evitou dar chutões, mas em alguns momentos não teve como fugir disso. Nas estatísticas, saiu quase zerado. Não fez falta, nem sofreu. Foram três passes certos e oito desarmes. Não errou passe, não finalizou, nem ficou impedido. Não levou cartão e não fez gol - o segundo do Fla foi de Marcelo Cirino. 

Saiu com discrição e em silêncio. Ao deixar a porta do vestiário usado pelo Flamengo no estádio, adotou uma tática comum dos jogadores do futebol quando não querem dar entrevistas. Fone de ouvido e olhar fixo para frente. A reportagem do GloboEsporte.com tentou falar com ele, mas não rolou sequer um "não" em espanhol. Donatti fez só um gesto com a mão direita, com a palma aberta. 

O técnico Zé Ricardo falou depois do jogo. E gostou do desempenho do argentino. 

- Donatti entrou bem. Sabíamos que não conseguiria jogar o tempo todo. Acabou ocorrendo a saída do Juan por precaução, e o Donatti foi bem.

Com o incômodo sentido por Juan, Donatti passa a estar cotado para ser titular contra o Santos, quarta-feira, em Cuiabá. Isso se Réver, poupado contra o Coritiba, não voltar. O Flamengo está em quinto na tabela, com 30 pontos. 

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/08/trinta-e-oito-minutos-pressao-e-nada-de-entrevistas-estreia-de-donatti.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.