Nos últimos dez dias, o elenco do Flamengo pode dizer que esteve mais em aeroportos do que em campos de futebol, propriamente. 

Com três compromissos importantes em sequência - Santa Fé (Libertadores), Ceará (Brasileiro) e Ponte Preta (Copa do Brasil) -, a equipe encarou seis voos e percorreu mais de 15 mil quilômetros. Felizmente, o saldo rubro-negro foi positivo: um empate contra os colombianos e duas vitórias importantes contra os rivais brasileiros.

Além dos resultados, como destaca o ​Globoesporte, o Fla superou as adversidades e conseguiu escapar quase ileso da maratona de viagens. A única lesão ficou à cargo de Diego, por conta de uma pancada no joelho. Nenhuma lesão por desgaste, graças à um trabalho preventivo forte e recuperação quase 'instantânea' no nitrogênio líquido (-150º).

Neste domingo (6), a equipe carioca defende, no Maracanã, a liderança do Campeonato Brasileiro contra o Internacional. Desta vez, sem ponte área! 

​​

​​