| Futebol

UFA, QUE ALÍVIO

Já dá para ver a Luz no fim do túnel

 Acho que essa foi a sensação que todos tivemos ao final da partida de ontem.

 

Jogar contra um adversário que ocupa a lanterna do campeonato em sua casa e com noventa por cento da torcida a seu favor (foram liberados somente dez por cento dos ingressos para a torcida do Flamengo) costuma ser complicado. E ontem não foi diferente.

 

Não gostei do nosso primeiro tempo, apesar de desde o início sentir que a disposição e a aplicação tática haviam melhorado muito em relação às últimas partidas, certamente em função de que o time seguiu direto de Cuiabá para Joinville, não dando chance para os jogadores caírem na farra, como temos visto em fotos e vídeos postados na internet.

 

Tivemos duas chances de gol que foram desperdiçadas com chutes fracos de Gabriel (até meu neto de três anos chuta mais forte que ele) e do Cirino.

 

Mas veio do segundo tempo e o time melhorou e logo no início dava para sentir que o gol poderia sair a qualquer momento.

 

E para alívio geral o gol surgiu aos nove minutos do segundo tempo, em uma jogada que começou na direita e a bola foi parar na ponta esquerda, nos pés do Gabriel, que cruzou entre as pernas do zagueiro para a conclusão do nosso já ídolo Sheik (como sempre o melhor jogador em campo), que só teve o trabalho de tocar para o fundo do gol.

 

Tivemos mais duas jogadas de gol que foram desperdiçadas pelo Emerson e Gabriel, que mais uma vez, cara a cara com o goleiro deu um chute muito fraco, atrasando a bola para o goleiro. Alguém precisa fazer esse garoto treinar chutes a gol, tal a quantidade de oportunidades perdidas em função do seu chute fraco.

 

Não gostei da forma com que o time recuou para garantir o resultado após a metade do segundo tempo. Deu certo porque estávamos jogando contra o fraquíssimo lanterna do campeonato, mas contra um time mais qualificado essa tática pode ser perigosa.

 

Grande vitória, como todas do Flamengo, que serviu para tirar o saco de cimento das costas dos jogadores e da torcida e agora vamos torcer para que sirva para conscientizar os jogadores que hoje em dia um atleta não pode se dedicar mais aos prazeres mundanos do que aos treinamentos.

 

No próximo domingo teremos um jogo contra outro time que está na zona de rebaixamento (dessa vez em nosso campo) e temos, mais uma vez, a obrigação de conquistar mais três pontos.

 

Atuações:

 

Bolão: Emerson e Jonas.

 

Bola: Cesar, Ayrton, Wallace, Jorge, Marcio Araújo, Gabriel, Everton, Marcelo Cirino.

 

Bolinha: Canteiros.


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.