| Futebol

Um ano depois da estreia, Guerrero ainda não correspondeu o investimento do Flamengo

flameng - Um ano depois da estreia, Guerrero ainda não correspondeu o investimento do Flamengo

Há exatamente um ano Paolo Guerrero estava fazendo a sua estreia com a camisa do Flamengo diante do Internacional, no Beira Rio. Mas apesar data nem os torcedores, tão pouco o atacante tem motivos para comemorar.

 

Na noite do dia 8 de julho de 215 os olhos de todos os torcedores que estavam assistindo a partida estavam fixados no novo camisa 9 e toda a esperança de dias melhores também.

 

Afinal, o jogador foi contratado com status de ídolo e considerada a melhor contratação do clube desde Ronaldinho Gaúcho, em 2011.

 


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

Um início promissor, com gol e uma assistência o então novo atacante liderou o Flamengo na vitória sobre os colorados. Naquele momento os torcedores tinham a certeza de que o "cao" havia acabado.

 

Com três gols nos três primeiros jogos, a certeza de que o grande investimento feito no atacante tinha valido a pena tomou conta dos torcedores. Música, faixa e status de ídolo foram dados ao jogador.

 


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

Mas logo em seguida a fonte secou, os gols acabaram, o atacante se lesionou e viu o substituto Kayke marcar mais gols em menos jogos e levar o Flamengo a uma sequência de seis vitórias seguidas que recolou o time no G4 depois de três anos.

 


(Foto: Alexandre Loureiro / Getty Images)

 

A própria titularidade do jogador chegou a ser contestada, mas o alto investimento fez com o que a diretoria apoiasse e protegesse o jogador.

 

Com a virada de ano, a pré-temporada e a chegada de Muricy Ramalho os dirigentes apostavam em um grande 2016 para o camisa 9. O que também ainda não aconteceu, gols perdidos, elevado número de cartões amarelos e eliminações fazem parte da história do atacante no clube.

 


(Foto: Lucas Uebel / Getty Images)

 

Guerrero também viu o jovem Felipe Vizeu ter desempenho melhor do que ele durante o Campeonato Carioca. Em menos jogos o menino também teve média melhor que o peruano. 

 

A falta de gols e de poder de decisão, o que não aconteceia no Corinthians, tem feito o torcedor perder a paciência com o atacante, e muitos já concordam que negociar o jogador seja a melhor saída.

 

Ao todo são 42 jogos pelo Flamengo, 17 cartões e apenas 14 gols. Sim, Guerrero tem mais cartões do que gols com a camisa rubro-negra.

 

Números de Guerrero pelo Flamengo:

 

 

O que significa que cada gol feito pelo peruano neste período custou cerca de 814 mil reais e nenhum deles foi decisivo.

 

Diante desta situação, a saída do atacante pode ser uma questão de tempo, caso uma boa proposta chegue o Flamengo não fazia muito esforço para segurar o jogador.

 

Confira alguns momentos de Paolo Guerrero com a camisa do Flamengo:

 

O choro de Guerrero:

 


(Foto: Bruna Prado / Getty Images)

 

Depois de ficar um mês sem balançar as redes, o atacante se emocionou ao marcar na vitória do Flamengo sobre o São Paulo no Maracanã. Antes do lance que originou o gol, o camisa 9 havia perdido duas oportunidades na cara do goleiro adversário.

 

Frase infeliz antes de duelo contra o Vasco:

 


(Foto: Paulo Fernandes / Vasco)

 

O peruano prometeu passar por cima do Vasco antes do duelo decisivo pela Copa do Brasil de 2015. Na ocasião o Vasco havia vencido o primeiro jogo e só precisava de um empate para garantir a classificação. 

 

E foi o que aconteceu, nos dois jogos o peruano desapareceu e o Cruzmaltino garantiu a classificação.

 

Os desfalques:

 


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

Seja por conta das lesões, das convocações para a seleção peruano ou até mesmo o elevado número de cartões, fato é que Guerrero já desfalcou o Flamengo em vários duelos importantes. Entre eles contra o Fortaleza pela Copa do Brasil que culminou na eliminação do time na competição.

 

No próximo domingo, contra o Atlético-MG, Guerrero também ficará de fora e não entrará em campo na partida.

 

No sétimo lugar com 20 pontos, o Flamengo precisa voltar a vencer para não se distanciar da briga pelo G4. As duas equipes se enfrentam no próximo domingo (10/07) às 11h, no Mané Garrincha, em Brasília. 

 

 

Fonte: https://esportes.yahoo.com/noticias/um-ano-depois-da-estreia-190000314.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.