Um Flamengo sem convicção

Um Flamengo sem convicção

Caros Rubro Negros,

Hoje teremos um jogo fundamental para a situação do Flamengo na Libertadores e consequentemente para a sequência do ano do Flamengo. Contudo o que mais encontramos hoje na cabeça dos Rubro Negros são dúvidas. Qual é o time titular do Flamengo? Vamos no 4141? Ou iremos em um 4231? Quem será o técnico do Flamengo para o seguimento do ano? Que nível de futebol esse time vai apresentar nos próximos jogos? Joga o Arão? Precisamos ter um “zagueiro pela esquerda”? Hoje temos mais dúvidas do que certezas e a quantidade e a importância dessas e de outras questões é incompatível com o momento do ano em que já estamos.

Tal cenário de incerteza inegavelmente é fruto da indefinição do próprio planejamento do Flamengo. Planejamento esse que de fato sofreu um grande Revés com a saída do Rueda. Mas que dai em diante se mostrou totalmente reticente para não dizer inexistente. Desde a efetivação de um profissional que veio para uma outra função até a demissão do mesmo “no tapa”, sem o menor preparo ou alternativa já minimamente encaminhada. E assim, deixando o assistente no comando, também sem a menor certeza de estar fazendo algo consistente, coerente. Na base do “vamos levando”.

 Parafraseando e adaptando um grande sucesso dos cinemas da Marvel:

– Você vai perder. Afirmou de forma muito segura um já ferido mortalmente agente Coulson.

-Como assim eu vou perder? Seus heróis foram dispersados. Suas fortaleza voadora está prestes a cair. Onde está minha desvantagem? Replica um confiante Loki.

-Te falta convicção. Afirma de forma audaz e firme o já moribundo herói.

Eis um dialogo de filme perfeito para se ajustar a atual situação do nosso Flamengo.

Hoje a expectativa para o Flamengo por parte de boa parte da mídia e até por uma parte da torcida é de fracasso. Nem digo no jogo de hoje especificamente. Falo para a temporada 2018.

O Flamengo tem “a faca e o queijo” na mão para ter grande destaque no futebol brasileiro e sul americano. O caos administrativo e financeiro deu lugar a uma situação que, mesmo que não seja de grande fartura, é sim de tranquilidade, com viés de melhora. Instalações amadoras deram lugar a um CT de primeira linha, onde um trabalho mais profissional pode ser realizado, ainda que pese a questão do estádio pendente. O elenco, ainda que com carências, se fortalece tecnicamente ano após ano.

E existe uma notória falta de convicção nas decisões tomadas no nosso futebol em 2018. E essa falta de convicção nas decisões que envolvem o futebol chegou as 4 linhas.

Como resolver um problema tático ou de elenco se sequer temos convicção de quem será o comandante do time daqui a 15 dias? Como falar em reforços, mesmo que pontuais, numa circunstância dessas, na qual até mesmo a competência do técnico gera dúvida de forma prévia? Qual a ideia de jogo do Flamengo hoje? Será a mesma daqui a 15 dias?

Não digo que o Flamengo não pode ganhar o jogo de hoje. Pelo contrário. Acredito que tenhamos condição para isso. Assim como também não digo que é impossível o Flamengo bater campeão de uma competição importante em 2018. Afinal, as coisas até podem se encaixar na base do “vamos levando”. Ocorre. O que eu digo e afirmo é que se grandes mudanças não ocorrerem no futebol no Fla as possibilidade de sucesso serão diminutas. Quando as decisões são tomadas com tão pouca firmeza a impressão que temos é de que o comando se perdeu e que vamos navegar ao bel-prazer da correnteza. É necessário mais firmeza e convicção nas decisões que tangem o nosso futebol. Sob pena de novamente sermos o “time do amanhã”, que está invariavelmente no caminho para o sucesso mas falha sistematicamente em dar o passo seguinte…

Opine, elogie, critique…Participe!! E se você ainda não é Sócio-Torcedor… faça o seu imediatamente!!! O seu maior benefício é ver um Flamengo cada vez mais forte!!

Cumpriu tabela: Rodinei. Longe de ser o lateral do sonhos. Contudo vejo melhora na situação da lateral direita em suas últimas atuações. É possível ver uma luz no fim do túnel por ali. Diferente da situação na outra lateral, onde a única luz no fim do túnel parece ser o farol de um trem vindo em nossa direção…

Golaço: Júlio César. Palavras não são suficientes para definir o evento que se tornou o enfadonho jogo pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro. Valeu muito a pena a volta do JC, nem que seja apenas por aquele momento. Ave César!!!

Seção Gato Mestre: Santa Fé 1×2 Flamengo. Apesar de ser até difícil saber qual a escalação do time do Flamengo para o jogo de mais tarde, pelo que vimos do jogo de semana passada e pela nossa própria qualidade acredito em uma vitória suada. Mas uma vitória. Temos que tomar cuidado com a velocidade do time do Santa Fé e precisamos melhorar muito nossa própria consistência defensiva.

Luiz Henrique Amorim