Um início

Um início

Uma derrota em qualquer circunstância nunca é bem-vinda, jogo amistoso , mas com a camisa oficial dos times, súmula, arbitragem, cobrança de ingressos (caros) e ainda com transmissão pela TV. Início de temporada, o time preso, sem nenhum ritmo de jogo, desentrosamento total e absoluto também da equipe reserva que nos representou no segundo tempo. O adversário Vila Nova da Série B, mas com um pouco mais rodagem de temporada do que o nosso time, já haviam até jogado um amistoso contra o Uberlância na semana anterior. Um primeiro tempo ruim do time principal, um domínio aparente, com mais posse de bola, porém sem nenhuma criatividade e oportunidades reais  de gol, o time goiano além de um pouco mais rodado na temporada,  jogando a vera, querendo quebrar um tabu de décadas. Ninguém foi bem em nossa equipe, nenhum destaque, procurar culpados únicos é pura perseguição e covardia, Para o segundo tempo, um time reserva, que demonstrou até um pouco mais de vontade, mas nenhum entrosamento e organização de jogo, algumas jogadas isoladas e só. Já no primeiro tempo, poderíamos ter amargado um resultado pior, depois da inauguração do placar, os goianos ainda mandaram uma bola em nossa trave.  A reação meio aos trancos e barrancos chegou com gol do Leandro Damião, depois de boa jogada do Adryan, todavia a insegurança do nosso sistema defensivo não tardou em definir a vitória do modesto Vila Nova de Goiás. Desagradável sim , sempre ruim uma derrota, mas sem motivos para alarmismos e caça as bruxas. 

 

Não se afobe não, que nada é pra já. 

 

Ainda a Copinha SP 2016 e nossa magnífica performance. O protagonismo de  Vinícius Jr, garoto talentoso de apenas 16 anos, uma enchorada de elogios da mídia, proliferação de interesses internacionais em seu futebol, o nosso torcedor exultante, mas nesses momentos a cautela será sempre  o melhor dos remédios. Fica difícil para um menino humilde, pobre e sem maiores estruturas conviver com tudo isso, em suas entrevistas ele demonstra equilíbrio, tomara mesmo, o deslumbramento será o caminho mais curto para um fracasso. Mas até parece, que só o Vinícius Jr se destacou na copinha entre os Rubro-negros. Todavia outras promessas nos encheram de esperanças, os já conhecidos Denner, Kleber e Patrick, que faziam parte do elenco do time campeão na edição de 2016, sendo que Denner  como titulat, o zagueiro Rafael, o volante Hugo Moura, o segundo Volante Jean Lucas, o meia João Pedro, o lateral esquerdo que se contundiu Michael e mesmo o seu substituto Morais. Quem não  se destacou,  mas também tem qualidades é o centroavante de apenas 16 anos Lincon, já o vimos atuar em outros torneios com grande desenvoltura e talento.  Queremos ganhar todos os torneio e campeonatos da base, vencer é sempre muito bom, inclusive para acostumar os jovens jogadores a competividade , mas o grande mote da base é revelar bons jogadores. Hoje porém são promessas, e terão que caminhar  muito para chegarem a uma  realidade....SRN

Mudança no sistema de comentários
Não é mais necessário fazer login no site Flamengo RJ para comentar. Agora você precisa entrar no sistema de comentário abaixo com uma das opções de login disponível.