| Futebol

Uma mudança necessária

flameng - Uma mudança necessária

O tempo fez bem a nosso presidente.

Quem antes era tratado como frouxo, tolerante demais e bom moço, hoje consegue chamar repórteres e jornalistas para mostrar, de seu celular, lances polêmicos de jogos de adversários diretos, expondo benefícios que outros times tem neste campeonato que tornam nossa disputa particular desparelha.

Quem antes fora chamado de “Banana de Mello”, principalmente pelos poucos embates contra a FERJ no tocante ao modelo de poder exercido sobre o Campeonato Carioca, hoje aconselha outros presidentes a “tomarem vergonha na cara”. Questiona seus métodos de maneira pública e, antes da repercussão midiática, se preocupa em ser Flamengo.

Essa é a nova faceta de Bandeira de Mello; ponderado, mas justo; enérgico, mas cauteloso; oportunista, mas cabível. Lembro-me com clareza das lamentações da torcida quando da saída de Bap da diretoria. Este era o pulso firme, o paladino que sempre era convocado (ou se convocava) para repelir polêmicas. De maneira que agradasse ou não a quem precisava ouvir, Bap simplesmente soltava o verbo, sem medo de retaliações. Foi assim quando declarou que era preferível um estádio mais vazio com ingressos mais altos e quando chamou EBM de “burro com iniciativa”, mas também foi assim quando tomou a frente e ajudou o Flamengo na renovação de contrato com a Globo, mesmo já não fazendo mais parte da diretoria.

Talvez Bandeira tenha aprendido que, para ser presidente do Flamengo, há que se deixar claro que o poderio que temos não é possível para ninguém deste país. Isso não significa ser arrogante ou intempestivo, mas sim saber o momento exato de se desvincular de qualquer jogatina presente em qualquer canto do futebol brasileiro. Ser Flamengo é ser independente e exigir essa independência sempre que necessário.

Parabéns, Eduardo Bandeira de Mello, por não temer retaliações de organizações, confederações, federações e presidentes de clubes. A abertura de um processo disciplinar não seria nada difícil, vindo de instituições de tão pouco respeito. Mas nenhum tipo de ameaça deve impedir-nos de lutar por aquilo que é nosso por direito. Seguimos assim, cada vez mais sendo o Flamengo que precisamos ser.

SRN!

Rodrigo Coli

rodrigo.coli@colunadoflamengo.com

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/10/uma-mudanca-necessaria/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.