Sem chances de título no Nacional, o objetivo é alcançar a principal competição da América no ano que vem levantando uma taça. Na Copa do Brasil, falta apenas um jogo. Está certo que é no Mineirão, contra o Cruzeiro, e a equipe precisa vencer, mas em 90 minutos tudo pode acontecer. Na Sul-Americana, a semana marca o início da disputa das oitavas de final, diante da Chapecoense.

Este cenário já acarretou algumas decisões, embora as negativas do treinador Reinaldo Rueda. No clássico de domingo, frente ao Botafogo, jogadores como Everton, Diego, Berrío, Vinicius Jr., Willian Arão e Réver foram poupados sob a alegação de dar ritmo a alguns profissionais que não vinham atuando. Mas, por trás disso, há um fator: o investimento feito ao longo da temporada coloca o Mengão praticamente na obrigação de conquistar um título. Simplesmente se classificar à Libertadores de 2018 via Brasileirão não é considerado suficiente para um clube que gastou fortunas em nomes consagrados.

​​