Nos últimos dias, o presidente José Carlos Peres sempre bateu pé dizendo que não iria ceder o jogador por menos de 7 milhões de euros (R$ 28,7 milhões). Agora, segundo o jornalista ​Jorge Nicola, quer 4 milhões de euros (R$ 16,3 milhões) mais o volante Willian Arão em definitivo.

Até o momento, não houve retorno, seja positivo ou negativo. Com as mudanças na Gávea, que envolveram principalmente as saídas do executivo Rodrigo Caetano e do técnico Paulo César Carpegiani, o vice-presidente de futebol Ricardo Lomba trabalha para recompor toda a estrutura do departamento para depois dar seguimento às negociações, mesmo admitindo saber das carências do elenco - um lateral é uma delas, e Zeca cairia como uma luva uma vez que pode jogar pelos dois lados.

Até em função do momento rubro-negro, acredita-se que o Inter está mais perto de fechar negócio, embora os gaúchos enfrentem dificuldades financeiras e tentem diminuir os valores. Como Eduardo Sasha já está no ​Santos, e com bom desempenho, o repasse de seus direitos já seria um facilitador. Zeca não atua desde o dia 22 de outubro do ano passado. Ele entrou com uma ação na Justiça e, a partir de então, não deu mais as caras no clube. No início da temporada, chegou a acertar salários com o Fla, mas o departamento jurídico viu o negócio como arriscado e não indicou a assinatura do contrato.

​​