| Futebol

Vai que dá: por que o Fla pode vencer o Figueira e seguir na Sul-Americana

Diego e Damião começam bem, defesa titular em boa fase, cabeça boa do grupo e força máxima: veja alguns motivos para acreditar que dá para superar o 4 a 2 da ida

flameng - Vai que dá: por que o Fla pode vencer o Figueira e seguir na Sul-Americana

O retrospecto recente dos jogos contra o Figueirense é cruel com o Flamengo. A última vez que o Rubro-Negro venceu os catarinenses foi no Brasileiro de 2014 - em outubro daquele ano, vitória por 2 a 1 em Florianópolis. Só que ali nascia uma espécie de freguesia. Desde então, as equipes se enfrentaram cinco vezes: quatro vitórias do Figueira e um empate. No encontro mais recente, o Figueirense impressionou, venceu por 4 a 2, abriu ótima vantagem na segunda fase da Copa Sul-Americana e virou favorito na disputa pela vaga nas oitavas de final. Quem passar enfrenta o vencedor do duelo entre Real Garcilaso, do Peru, e Palestino, do Chile. 

+ Quer ver os cruzamentos da Copa Sul-Americana? Confira a tabela

O Flamengo faz a partida de volta contra o Figueirense no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo, às 21h45m (de Brasília). Precisa vencer no mínimo por dois gols de diferença (2 a 0 ou 3 a 1) - uma vitória por 4 a 2 leva para os pênaltis, e vantagens com a mesma margem a partir de 5 a 3 classificam os catarinenses. Além da desvantagem, o Rubro-Negro vai ter de contrariar seu próprio histórico na competição: jamais venceu um jogo de Sul-Americana por dois gols de diferença. Mas o cenário é de otimismo. Confira os trunfos na lista abaixo.

DIEGO E DAMIÃO


Diego + Damião = sucesso (por enquanto). A dupla participou de duas partidas, ambas no Brasileirão, e empolgou. Até aqui, o aproveitamento deles e do time é de 100%. O meia e o atacante marcaram duas vezes, contra Grêmio e Chapecoense, jogaram bem e deram a impressão de que podem ser decisivos contra o Figueirense. Damião será titular no lugar de Guerrero, que está na seleção peruana. 


BOA FASE DEFENSIVA

Foi com a defesa reserva que o Flamengo perdeu para o Figueirense no jogo de ida. Na quarta-feira passada, o setor foi formado por Paulo Victor, Rodinei, Donatti, Juan e Chiquinho. Mas não será assim nesta quarta. O setor defensivo titular retornará: Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge. Jorge, aliás, voltou bem depois da lesão que o afastou por um mês. Na lateral direita, Pará está em franco crescimento defensivo e ofensivo. Já Réver e Vaz estão sólidos e deram um novo rumo para a retaguarda. 


FORÇA MÁXIMA

Poupar o time titular no jogo de ida contra o Figueira estava nos planos do técnico Zé Ricardo e da equipe dele, mas deu errado. O time cometeu muitas falhas e acabou em desvantagem. Na partida de volta, o treinador vai tentar mudar o cenário com o melhor que tem à disposição. Só Paolo Guerrero, que está nas eliminatórias, e Felipe Vizeu, convocado para a seleção brasileira sub-20, não ficaram à disposição. Zé avisou que não poupará ninguém. Ou seja, veremos a versão mais forte e entrosada do Rubro-Negro.

REAÇÃO RÁPIDA

A forma como o grupo assimilou a derrota para o Figueirense chamou a atenção de membros da comissão técnica. Em relatos ao GloboEsporte.com, alguns destacaram que minutos depois de serem superados os atletas afastaram qualquer tipo de abalo. Essa tem sido a característica marcante da equipe. No jogo seguinte, contra a Chapecoense, vitória segura por 3 a 1, fora de casa. O resultado fortaleceu o Rubro-Negro para a decisão contra o Figueira. 

AO ATAQUE

A derrota por 4 a 2 no primeiro jogo e a necessidade de vencer por 2 a 0 para passar de fase na Sul-Americana apontam para uma nova estratégia do técnico Zé Ricardo contra o Figueirense. O treinador não revelou a escalação, mas adiantou que pensa em mudanças para tornar a equipe mais ofensiva. O técnico admitiu que pode tirar um volante e mexer na estrutura da equipe, que geralmente tem Márcio Araújo, William Arão e Diego, com três atacantes - dois abertos pelas pontas e um centroavante. O meia Mancuello está cotado para ganhar um lugar no time.


PALCO DA SORTE

Os números do Flamengo em Cariacica na atual temporada são bastante favoráveis. Em quatro jogos, 100% de aproveitamento, todos com vitória por um gol de diferença: Flamengo 1 X 0 América-MG (Copa da Primeira Liga), Flamengo 1 X 0 Internacional, Flamengo 2 X 1 América-MG e Flamengo 1 X 0 Atlético Paranaense (todos pelo Brasileiro). 

Flamengo x Figueirense - Copa Sul-Americana 2016

Local: Estádio Kleber Andrade, em Cariacica-ES
Horário: 21h45 (de Brasília)
Desfalques: Guerrero (seleção peruana) e Felipe Vizeu (seleção brasileira sub-20)
Provável escalação do Flamengo: Alex Muralha, Pará, Rafael Vaz, Réver, Jorge; Márcio Araújo, William Arão, Diego; Gabriel (Mancuello), Everton e Leandro Damião.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/08/vai-que-da-por-que-o-fla-pode-vencer-o-figueira-e-seguir-na-sul-americana.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.