Em janeiro deste ano, o Flamengo aceitou pagar R$ 12 milhões ao Independiente, da Argentina, pelo meio campista Federico Mancuello. O valor, considerado alto por um jogador de 27 anos que nunca havia deixado o futebol argentino, foi motivo de alguma polêmica na Gávea. Hoje, com o jogador exercendo um papel importante na boa campanha rubro-negra no Brasileirão, o investimento parece ter aprovação total dentro do clube.

Não que o começo de Mancuello com a camisa do Fla tenha sido tranquilo. No primeiro semestre, quando pouca coisa deu certo na equipe, o futebol do argentino se perdeu. Somente com a estabilização do trabalho de Zé Ricardo é que o meio-campista foi, aos poucos, conquistando seu lugar no time. O grande momento aconteceu no último sábado, quando o camisa 23 marcou um gol de letra para garantir a vitória sobre o Atlético-PR.

- O Fernandinho (deu a assistência) trabalha bem em todos os jogos, ele tem essa bola forte. Eu só empurrei a bola para dentro do gol - analisou Mancu, fazendo questão de destacar o trabalho do companheiro de ataque.

Ao todo, são 24 jogos com a camisa rubro-negra e, por enquanto, apenas três gols. Entretanto, com o jogador cada vez mais adaptado e a equipe em crescimento, é complicado duvidar que estes números não subirão bastante até o fim de 2016.