| Futebol

Vangelys Reinke no caminho dos Jogos Pan-Americanos 2019

Atleta do remo mostra grande evolução e comemora reestruturação da modalidade no clube

flameng - Vangelys Reinke no caminho dos Jogos Pan-Americanos 2019
Disputar os Jogos Olímpicos é o sonho de todo atleta. Para Vangelys Reinke, não seria diferente. Aos 26 anos e em ótima fase, o remador do Flamengo começou o ano otimista. Segundo Vangelys, alguns fatores foram determinantes para sua grande evolução na última temporada. 

"Foco e determinação. Deixei toda a minha família no Espírito Santo, então eu tinha que fazer valer a pena, tinha que mostrar o resultado para eles", afirmou o remador, apontado pelo novo gerente de remo do clube, Marcello Varriale, como um dos atletas que mais evoluiu na última temporada.

No clube desde o início de 2017, esta é a terceira temporada de Vangelys no Rubro-Negro. O atleta defendeu o Mais Querido anteriormente, em 2013 e 2015, e foi justamente no clube que viveu o momento mais marcante de sua história no remo até agora. No ano passado, ele se tornou campeão brasileiro na prova Quatro Sem (4-), classe aberta. 

"Já tive muitos momentos felizes e emocionantes vividos no Flamengo, mas este realmente foi um dos mais fantásticos da minha carreira", comenta.

Agora, o foco é na temporada 2018, crucial para a classificação para o Jogos Pan-Americanos de Lima, no ano que vem. Em março, o Troféu Brasil de Barcos Curtos, em São Paulo, definirá os atletas que irão compor a seleção brasileira, representando o país em torneios internacionais. 

"É praticamente a competição mais importante, então o foco está todo voltado para essa seletiva. Meu sonho é conseguir participar do Pan de 2019, e com o treinamento e suporte que estamos tendo, quem sabe até alcançar uma vaga em Tóquio", diz Vangelys. 

Recentemente, dando continuidade ao processo de reestruturação da modalidade, o remo do Flamengo contratou, além de Marcello Varriale, membro da FISA Rowing Competitive Commission e Coordenador Técnico Nacional da seleção Brasileira de Remo, o técnico francês Stéphane Durand, que passou a ocupar o cargo de treinador em tempo integral. O Centro de Treinamento de Remo do clube ganhou 53 novas embarcações (uma flotilha Hudson, 30 Skiffs e 12 Double/Dois Sem), 25 remo-ergômetros, e novos equipamentos técnicos e para a sala de força, se firmando como um dos principais da América Latina. 

Para Vangelys, o investimento do Mais Querido foi de extrema importância para seu crescimento individual. 

"O Flamengo, com todo o suporte, foi primordial para a minha evolução. Com materiais novos e profissionais de excelente qualidade, a estrutura do clube, hoje, foi feita para gerar campeões. Está sendo muito gratificante poder trabalhar com esses profissionais. O Sthéphane é bastante exigente e sempre atento, nos mostrando o caminho para o aperfeiçoamento. O Marcello mostrou que veio para mudar o remo do Flamengo, para transformar na maior potência da América latina. Está sendo muito satisfatório trabalhar com os dois", afirma o remador.

O primeiro compromisso do atleta em 2018 será o Campeonato Estadual de Barcos Curtos, entre 23 e 25 de fevereiro. O torneio serve como seletiva para o Troféu Brasil, realizado em março, em São Paulo. 

As equipes de remo do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/26697/vangelys-reinke-no-caminho-dos-jogos-pan-americanos-2019

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.