| Futebol

VASCO X FLAMENGO

JOGO PARA SER ESQUECIDO

          Neste último domingo tivemos o primeiro confronto das semifinais do Cariocão 2015. E por incrível que possa parecer, o Clássico dos Milhões ficou marcado mais pelos erros de arbitragens do que pelo futebol apresentado pelas equipes.

            Para minha surpresa, o Vasco teve o maior domínio do jogo com mais posse de bola. Contudo, as melhores chances de gol foram do Flamengo.

            Cirino, que vem sendo o destaque da equipe rubro-negra na competição, faz três jogos que aparece apenas de forma burocrática. No clássico perdeu dois gols feitos e, coincidentemente, a sua queda de produção acontece no mesmo momento que surge a notícia do seu irmão envolvido com problemas policiais.

            Na minha opinião, o lance crucial da partida deu-se numa jogada em que o Jonas, numa tentativa de dominar a bola no alto, acerta de forma violenta o jogador vascaíno e o árbitro deu apenas um cartão amarelo.

Os ânimos se exaltaram e a partir daí, o que se viu foi uma sequência de jogadas violentas dos dois lados, com vários lances para serem penalizados com cartões vermelhos e, novamente, o homem de preto não teve coragem para fazer valer sua autoridade. Jonas e Cirino pelo lado do Flamengo e Dagoberto e Luan pelo do Vasco mereciam ter sido expulsos sem pestanejar, devido às suas jogadas violentas.

            Sendo assim, acredito que saímos no lucro. Primeiro, porque dificilmente iremos fazer duas partidas seguidas tão mal, segundo porque não perdemos nenhum jogador importante para o próximo jogo, terceiro porque jogamos por dois empates e metade do feito já conseguimos e finalmente por último, teremos uma semana livre para corrigirmos os erros, enquanto que o Vasco terá um confronto pela Copa do Brasil no meio da semana, onde terá desgaste físico e correrá riso de perder algum atleta por contusão.

            Mais do que esperado, hoje a mídia fez um tremendo carnaval com os erros de arbitragens, porém sempre colocando o Vasco como vítima e nos colocando como beneficiados. É bem verdade que o primeiro erro foi a nosso favor, mas não foi o único. Acredito que houve dois pênaltis que não foram assinalados para o Flamengo.

Guiñazu era pra ter sido ao menos penalizado com um cartão amarelo, por tentar apitar o jogo inteiro e no mínimo dois atletas vascaínos eram pra ter recebido o cartão vermelho também.

Ou seja, não acredito que fomos beneficiados por questão intencional, e sim porque o árbitro era terrivelmente ruim, fazendo com que o jogo da tradição de um Flamengo x Vasco ficasse marcado pela violência mútua do que por lances espetaculares.

Não poderia deixar de exaltar as maravilhosas partidas que os dois goleiros fizeram. Eles foram os maiores culpados pelo empate sem gols. Paulo Vitor fez uma das suas melhores partidas, desde que se tornou titular do Mengão, assim como o Martin Silva fez uma partida implacável, evitando inúmeros gols feitos.

Agora, só nos resta esperar pelo próximo domingo e torcer para que façamos uma partida, que seja lembrada por gols e jogadas sensacionais e que a violência passe bem longe do Maracanã, nem no campo e muito menos nas arquibancadas. Que a nossa torcida dê um show à parte e saia transbordando de alegria com mais uma classificação para as finais.

Saudações Rubro-Negras!

Mengão Sempre!


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.