| Futebol

Velocidade do Galo preocupa, e Cáceres alerta para contra-ataques

Com vitória de virada no Brasileirão como exemplo, paraguaio acredita que Atlético jogará fechado para explorar avanços de Carlos e Tardelli: "Será a mesma coisa"

caceres flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)caceres flamengo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Um Flamengo ofensivo, mas ciente dos cuidados que deve ter para não cair nas armadilhas do Atlético-MG. Assim, Vanderlei Luxemburgo armou o time que inicia a disputa da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Maracanã. Por mais que tenha que aproveitar o mando de campo para largar na frente no confronto, o Rubro-Negro tem o sinal de alerta ligado para não dar espaços para que o Galo use a velocidade nos contragolpes e tem em mente um exemplo: a postura na vitória por 2 a 1 no Brasileirão..

Naquela partida, dia 20 de agosto, o Fla se mandou para cima do adversário empurrado pela torcida e saiu atrás no placar em investida veloz de Maicosuel. Um dos sete titulares que participaram daquele jogo e vão estar em campo novamente pela Copa do Brasil, Victor Cáceres chama a atenção para os perigos do Galo.

- Por mais que seja um campeonato diferente, com jogos de 180 minutos, (a vitória do Brasileiro) é uma boa referência. Eles vão jogar da mesma maneira, esperando um pouco e jogando no contra-ataque. Será a mesma coisa.  Essa semana foi muito boa para nós. Conseguimos reforçar a parte física, que é fundamental para disputarmos essa partida.

Eles vão jogar da mesma maneira, esperando um pouco e jogando no contra-ataque. Será a mesma coisa".   
Victor Cáceres

Figura determinante no sistema defensivo do Flamengo, o paraguaio tirou o foco da dupla de ataque formada por Carlos e Diego Tardelli. Para Cáceres, é preciso marcar o Atlético-MG coletivamente.

- Eles têm um ataque de muita qualidade, mas não são só os atacantes. Todo time é muito bom. Vamos tentar fazer um grande jogo e neutralizar essa parte ofensiva.

Por fim, o volante sorriu ao ser questionado sobre o histórico de rivalidade entre Flamengo e Atlético-MG. Estrangeiro, Cáceres admitiu que não sabia dos confrontos históricos que marcaram a década de 80, mas tratou o fato como uma motivação a mais.

- Não tinha ouvido falar, mas agora que vamos enfrentar todo mundo está falando dessa rivalidade do Flamengo com o Atlético-MG. Agora, estamos muito mais motivados para fazer um grande jogo.

Na vitória do Brasileirão, o Flamengo estava escalado com Paulo Victor, Léo Moura, Marcelo, Wallace e João Paulo; Cáceres e Canteros; Márcio Araújo, Luiz Antonio e Everton; Arthur. Nesta quarta, Chicão, Samir, Gabriel e Eduardo da Silva, que entrou no segundo tempo e foi determinante para virada, serão as novidades

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.