| Futebol

Venda concretizada! Onde aplicar a bolada de VJ?

flameng - Venda concretizada! Onde aplicar a bolada de VJ?

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

No início da tarde de hoje foi ratificada a situação contratual do compromisso de venda de nossa jovem promessa, Vinícius Jr., após renovação contratual para aumentar o salário do menino e, consequentemente, aumentar a multa rescisória de 30 para 45 milhões de euros. Foi batido o martelo no valor total da multa, 45 milhões de euros, ou R$ 165.600.000,00 (cotação R$ 3,68 em 23/05/2017). A venda de maior valor de mercado da história do Flamengo. Descontando-se impostos e outras destinações de partes deste valor, o clube terá em torno de R$ 100.000.000,00 de forma líquida para investimentos. A princípio esse valor será parcelado da seguinte maneira, conforme apuramos com algumas fontes: será dada uma entrada já nos próximos dias, seguida de repasses em vultosas parcelas durante sua permanência no Flamengo e uma parte final na ocasião da concretização da venda, cuja qual só poderá ser oficializada após o atleta completar os 18 anos. A operação já foi selada e é muito simples. Falta o Flamengo sentar e programar a utilização desse aporte para que façamos bom uso financeiro deste alto valor que entrará nos cofres do clube nos próximos anos. O que fazer com essa grana toda? Muita coisa! Se tivermos consciência, poderemos resolver algumas urgências.!

E, falando dessas urgências, enumero a seguir algumas delas como principais, segundo minha opinião pessoal: reforços (goleiro, zagueiro e atacante), estádio próprio e finalização do CT da base. Vamos tentar desmembrá-las. Precisamos de um goleiro seguro, um zagueiro incontestável e um atacante, ou meia-atacante que pense! Acredito que com uma pequena parcela desse dinheiro dê para realizarmos as três contratações, mesmo se pagarmos por elas. Creio que um aporte de 30 milhões de reais seja suficiente para concretizarmos esses desejos. Se dividirmos em 15, 7,5 e 7,5 milhões, sendo os valores respectivamente revertidos para as contratações do atacante, do goleiro e do zagueiro, teríamos ainda sobrando 70 milhões líquidos.

O CT da base já está previsto no orçamento do clube, então não necessitaríamos do aporte dessa verba para sua finalização, que tem previsão de ser entregue, totalmente pronto e acabado, para profissionais e base, no final de 2018. Isso já constava no planejamento da diretoria, mas pode vir a precisar de mais algum aporte não contabilizado, então separemos mais 10 milhões de reais visando ao término das obras de finalização do Ninho do Urubu para não termos que recorrer a empréstimos, desonerando o clube do pagamento de juros correntes, pois todos sabemos que a vida sem juros é muito menos penosa financeiramente falando.

Fazendo uma conta rápida, veremos que sobraram 60 milhões de reais, dinheiro mais do que suficiente para que possamos adquirir o terreno e garantir toda a papelada e projetos necessários para a construção de nossa casa própria. Não devemos ficar sonhando com nova licitação do Maracanã, onde as forças políticas malévolas ficam adiando e trocando as regras, realizando mudanças processuais licitatórias, exigindo centenas de documentos diversos e burocratizando sobremaneira para que fiquemos inviabilizados o maior tempo possível. Sou da premissa de que partamos de uma vez por todas para a construção de nosso estádio. Mas digo um ESTÁDIO! Nada de arena multiuso!

Nosso estádio próprio deve incluir todas as classes sociais, onde possamos receber novamente a turma da geral, a qual foi alijada da participação no futebol dito moderno, onde as arenas foram tomando o lugar dos antigos estádios, num Brasil subserviente às vontades Fifescas e Olimpiescas que pintaram e bordaram descaracterizando os velhos templos de nosso futebol através do superfaturamento de obras, benéfico às partes envolvidas (políticos e empreiteiras) em detrimento ao dinheiro surrupiado de super-impostos indevidamente onerados nababescamente por nossa nefasta casta politiqueira carreirista.

Seria perfeitamente possível inciar estes trâmites para darmos início à construção do estádio do Flamengo, através da definição do terreno a ser utilizado, cujo qual, segundo Alexandre Wrobel (VP de Patrimônio do C.R. Flamengo), em entrevista recente ao TV Coluna do Flamengo, confidenciou já estar próximo de ser definido (veja aqui a entrevista). Seria o início da realização do maior sonho da Nação Rubro-Nega! Nossa casa própria! Estádio para jogos de futebol que deve contar com restaurantes, lojas e inclusive museu do Flamengo para que se lucre anualmente com o equipamento e não somente em dias de jogos. Onde abrigaríamos todas as classes sociais, dos geraldinos aos coxinha-capuccinianos. Devemos englobar a todos e fazermos de nossa futura moradia um caldeirão em ebulição. Uma fortaleza inexpugnável onde os adversários tremam de medo ao encarar o mais querido do Brasil. Esse sonho está prestes a deixar o papel. É chegada a hora da consubstanciação flamenga! Vamos à luta! Vamos às glórias! Vamos concretizar nosso direito, alijado centenariamente por presidentes pregressos ímprobos: a construção de nosso próprio estádio! Vai pra cima dele Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken

E você? O que acha que devemos fazer com o dinheiro da venda de VJ?
Opine, participe, deixe seu comentário!
Mas lembre-se de fazê-lo educadamente, pois a intolerância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!!!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/05/venda-concretizada-onde-aplicar-bolada-de-vj/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.