| Futebol

Vigiado por chefes, Luxa fala em "realidade nua e crua": "Jogar por uma bola"

Felipe Ximenes, diretor executivo, e Fred Luz, CEO, acompanham coletiva no Ninho do Urubu. Técnico admite que Fla ainda carece de qualidade para agredir adversários

Na porta da sala de imprensa do Ninho do Urubu, os mandachuvas do futebol do Flamengo acompanhavam atentamente cada resposta da entrevista coletiva de Vanderlei Luxemburgo. O treinador, por sua vez, pouco se importou para os olhares do diretor executivo Felipe Ximenes e de Fred Luz, CEO do clube. Se a presença deles ali era um fato novo, a realidade rubro-negra continua a mesma: com a corda no pescoço, volta a campo domingo, para encarar o Coritiba, no Couto Pereira, pela 15ª rodada do Brasileirão. E a delegação deixou o Rio de Janeiro nesta sexta-feira com uma missão bem definida: não perder.  

Em mãos, Luxemburgo terá na capital paranaense um time sem muitos recursos técnicos. E se o elenco já é limitado, a situação ficou ainda mais delicada com as perdas de Cáceres, Luiz Antonio e Paulinho. Na janela para jogadores vindos do exterior, Ximenes e Luz, responsáveis pela condução das muitas negociações, não conseguiram apresentar nomes além de Canteros e Eduardo da Silva. Realidade que faz com que o treinador seja objetivo e sincero ao avaliar o momento rubro-negro.  

- Se tivéssemos uma equipe pronta e de muita qualidade, estaríamos na parte de cima da tabela e disputando o título. Temos que buscar a nossa realidade. Contra o Sport, um time que era quinto colocado, jogamos os 90 minutos como equipe e encontramos uma bola no jogo. Se o time está defasado em gol, imagina se tomarmos? Íamos ter que fazer dois. Prefiro não sofrer e fazer um, jogar em cima de uma ou duas bolas. Temos que jogar pela vitória, mas se não der empata. A realidade do Flamengo é essa, nua e crua.  

Espirituoso, Luxemburgo intercalava respostas firmes com tiradas de bom humor, arrancando de Fred Luz alguns sorrisos. Ximenes, por sua vez, acompanhava sem maiores reações as palavras do treinador. E Luxa acredita que é exatamente por estas palavras, sem tampar o sol com a peneira, que o Flamengo conseguiu reativar a parceria com o torcedor, determinante para conquistar os últimos seis pontos disputados no Maracanã.  

- Não posso enganar o torcedor, por isso eles estão ao nosso lado. O torcedor entendeu a necessidade de contarmos com ele. Se eu chego e falo que temoçs o melhor time, ele vai se sentir enganado.  

As avaliações duras a respeito do horizonte rubro-negro, por sua vez, não impediram Vanderlei de apontar melhorias em relação ao que encontrou no Ninho do Urubu há quase três semanas. Para o comandante, os questionamentos a respeito do que o time ainda não fez neste campeonato são normais - não venceu nem marcou gol fora de casa, por exemplo - e só o resultado em campo tornará o ambiente mais tranquilo.  

- Avançamos bastante, mas há muitos aspectos para melhorar. Ganhamos do Botafogo, fomos jogar fora e perdemos, voltamos e ganhamos. É normal que os questionamentos do momento sejam em cima do que falta fazer, gol fora de casa, vitória fora de casa. Estamos montando uma equipe e há muita coisa importante para ser feita.  

Seguro do trabalho que tem realizado, Luxa evitou alimentar ainda mais a polêmica em torno da dificuldade da equipe para fazer gols. Com nove, o Fla tem o pior ataque do Brasileirão ao lado do Figueirense.  

- Time de futebol não é uma ciência exata, temos que treinar. Só a repetição aperfeiçoa. É preciso repetir. O João Paulo acertou dois cruzamentos, ele tem potencial. Não é só cruzar. Tem que saber se quando cruzar vai ter gente chegando na área. As coisas estão acontecendo e precisam continuar como se estivéssemos na parte de cima.  

Com 13 pontos, o Flamengo de Luxa, Ximenes e Fred Luz é o 19º colocado no Brasileirão e encara o Coritiba, domingo, ás 16h (de Brasília), no Couto Pereira, pela 15ª rodada. Caso vença e dois dos rivais tropecem, o Rubro-Negro amanhecerá a segunda-feira fora da zona de rebaixamento; já uma derrota leva o time de volta para lanterna.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.