| Futebol

Vini Jr entra no fim, faz golaços e dá vitória ao Flamengo sobre o Emelec

Garoto foi acionado por Carpegiani após o time equatoriano abrir o placar. No intervalo de 10 minutos, o camisa 20 fez belos gols e garantiu o triunfo do Rubro-Negro fora de casa

flameng - Vini Jr entra no fim, faz golaços e dá vitória ao Flamengo sobre o Emelec

O Flamengo estava em apuros. No lotado George Capwell, em Guayaquil, saiu atrás do Emelec após perder algumas chances, como aconteceu na fase de grupos de 2017. O filme repetido já passava na cabeça dos torcedores, mas, este ano, o Rubro-Negro conta com Vinicius Júnior, e o garoto resolveu. O  camisa 20 ignorou a pressão, marcou dois golaços e garantiu a vitória: 2 a 1.

No dia 5 de abril, em Buenos Aires, o River Plate (ARG) recebe o Santa Fe (COL) no Monumental de Nuñez, às 19h15, no encerramento da segunda rodada do Grupo 4. Pela Libertadores, o Flamengo só volta a atuar no dia 18 de abril.

JUIZ IGNORA ‘CORTADA’

As equipes ainda estavam se estudando quando o lance mais polêmico do duelo aconteceu. Aos seis minutos, Diego lançou Éverton Ribeiro. O camisa 7 tentou chutar, mas o zagueiro Guagua, com um cortada de vôlei, limpou a área.

O juiz Mario Diaz de Vivar, do Paraguai, ignorou o toque de mão e, apesar das reclamações de todo time do Flamengo, confirmou o escanteio.

O árbitro teve outros problemas durante o jogo. A atmosfera do George Capwell pilhou os atletas, e entradas duras não faltaram. Em uma delas, Jonas deixou o cotovelo no rosto de Baguí, mas nada foi marcado.

FLA RESISTE E AMEAÇA

Sem medo de atacar, as equipes protagonizaram um combate franco. Empurrado pela torcida, o Emelec foi melhor nos primeiros minutos.

Com velocidade, os equatorianos forçaram o jogo pelas laterais. Renê, foi quem mais sofreu, mas o Fla resistiu sem sofrer grandes sustos na primeira etapa.

O time de Carpegiani também teve seus momentos de domínio na etapa incial. Pela postura do rival, os meias do Fla tiveram mais liberdade que o habitual em 2018. Paquetá avançou bem pela direita e Diego encontrou com facilidade Dourado, que demorou para finalizar duas vezes e acabou desarmado.

A grande chance foi em cabeçada de Rhodolfo, mas Dreer fez uma defesaça.

ANGULO NÃO PERDOA

A etapa final seguiu intensa, com os times disputando cada espaço e a posse de bola com muita vontade. Deste modo, qualquer chance valia demais, e Angulo, que não vinha bem, não desperdiçou o ótimo passe de Quiñonez: 1 a 0 aos 19 minutos. Juan vinha tendo atuação segura, mas vacilou no lance.

VINI JR ENTRA E DÁ VITÓRIA AO FLAMENGO

A resposta de Carpegiani foi colocar Vinicius Júnior no lugar de Éverton Ribeiro. E o garoto resolveu. Aos 32, a joia rubro-negra recebeu de Paquetá na esquerda. Haviam três marcadores pela frente, descartados um a um com os dribles do garoto. O chute de esquerda foi o toque final do golaço de empate.

A virada surgiu do mesmo jeito. Vinicius Júniorr recebeu na esquerda e tabelou com Diego. A batida seca, novamente de esquerda, deixou o goleiro Dreer sem ação. Outro golaço para garantir uma grande vitória do Flamengo. Que estrela.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/emelec-libertadores-grupo.html

Comentar pelo Facebook