"Tivemos excesso de confiança no começo. Depois era buscar alternativas e soluções. O desequilíbrio do Vinicius, buscava oxigenar a parte ofensiva. E depois teve a entrega do Paquetá", analisou.

Na saída do campo, o jovem atacante fez uma auto-avaliação e classificou sua atuação como uma das melhores desde que foi lançado aos profissionais nesta temporada. Será o suficiente para ganhar mais espaço no grupo titular? Aí caberá a Rueda, como lembrou a joia rubro-negra:

"Tinha de ajudar de alguma forma. Vim treinando muito nesta semana no mano a mano, individualmente, com o Rueda, e pude botar fogo no jogo. Foi uma das melhores partidas (que fiz pelo profissional). Eu prefiro sempre jogar bem e sair com a vitória. Fui feliz acertando quase todos os lances. Não sei (se posso ser titular). Aqui, no Flamengo, só tem jogadores de alta qualidade, e eu estou ali só para ajudar", analisou.