| Futebol

Volância! Um setor em plena evolução!

flameng - Volância! Um setor em plena evolução!

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

Vamos falar sobre a “volância”. Qual a melhor formação? O que esperamos dos jogadores que atuam por lá? Qual a importância do setor no rendimento da equipe? Qual a melhor dupla para considerarmos uma titularidade? Essas são perguntas que a comissão técnica deve se fazer todos os dias para que o setor fique bem escalado e ajude o time a conseguir as vitórias almejadas e, principalmente, apresentar um futebol competitivo.

Analisando o resultado dos 3 primeiros jogos do ano, podemos concluir que o setor está muito bem servido em peças. Tanto para a titularidade quanto para a composição do grupo, embora devamos considerar que estes resultados são enganosos devido à extrema fragilidade dos adversários no Euricão 2017. Mas aí vem a indagação: ah, mas os outros “grandes” estão tendo dificuldades quando jogam com os pequenos! Então eu uso outra pergunta para responder a primeira: Vocês querem mesmo comparar o elenco do Flamengo com o dos outros três? Não dá nem pra começar a conversa, né?

Dito isso, partamos do princípio e tomemos por base que o Rômulo é o único com o status de titular absoluto. Qual seria o companheiro ideal para ele? A indicação mais lógica seria a companhia do Arão, mas ele não vem rendendo bem há tempos (embora haja discordância desta afirmação), além de não apresentar um futebol aceitável quando o Flamengo enfrenta um grande adversário ou joga um clássico.

Seu substituto natural, na cabeça do ZR, seria o Cuellar e, na minha opinião, essa seria a dupla mais forte de todas, pois entendo que Rômulo e Fosforito sejam futebolisticamente complementares. Também sou partidário da ideia de que lancemos o Ronaldo aos pouco para que ele se fortaleça e possa começar a ambientar-se no time principal. O garoto tem muita qualidade e devemos dar espaço para que ele demonstre seu futebol e comece a brilhar na carreira envergando o Manto Sagrado. E quando digo aos pouco, refiro-me a poucas partidas, mas que ele inicie no começo das partidas e não seja lançado faltando 20 ou 25 minutos de jogo.

Há também que defenda a titularidade do MA, mas como barrar o Rômulo? Sou avesso a essa ideia, peremptoriamente! Acho o inominável (ave Anderson Alves!), no máximo, um bom reserva. E acho que sua renovação de contrato foi um erro da diretoria, embora esteja torcendo para queimar a língua. Afinal de contas todos queremos o melhor pro Mengão! Sendo assim, formaria a equipe com Rômulo e Cuellar de titulares e colocaria como primeiras opções Ronaldo e Arão, deixando o MA como última opção a ser lançada.

Ainda existe uma teoria de que o Mancuello perderá seu lugar no time quando o Conca estiver apto a atuar; e muita gente acredita que ele poderia render bastante como segundo volante no lugar que seria do Arão atualmente. Teoria interessante, muito interessante! Teríamos uma qualidade absurda na saída de bola e na transição, mas talvez poderíamos deixar o time mais exposto defensivamente. Nada que não se arrume ao longo das partidas.

Mas essa análise sugere um tema para uma futura coluna, quando essa boa dor-de-cabeça começar a atormentar a vida de nosso “Professor”. O que podemos tirar de bom desta história é que temos observado que os reforços do Mengão estão cada vez mais acertados e rendendo o esperado. Isso torna o time cada vez mais competitivo e apto a disputar os títulos em todas as competições que estivermos inseridos. Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!!!

Fabio Monken

Gostou? Comente, participe!
Não gostou? Critique, deixe sua opinião!
Mas faça-o com respeito e educação.
Lembre-se: a intolerância e a má-educação são os combustíveis dos fracassados.

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/02/volancia-um-setor-em-plena-evolucao/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.