Receba as notícias do seu time no seu celular. Baixe nosso aplicativo aqui!

Depois de Mancuello, Cuéllar foi a principal contratação do Flamengo no início da temporada. Motivo de disputa com outros clubes brasileiros, o volante colombiano fez o clube carioca investir R$ 8 milhões por 70% de seus direitos econômicos e começou o ano como titular no time formado por Muricy Ramalho. 

O desempenho inicial foi satisfatório e o jogador agradou a torcida, mas após a saída de Muricy, Cuéllar perdeu espaço na Gávea. Sua última partida como titular foi no dia 18 de maio, na derrota por 2 a 1 para o Fortaleza na Copa do Brasil. Desde então, o atleta tem ficado no banco de reservas e entrou em campo em apenas 10 jogos do Flamengo. Ele retorna à equipe neste domingo, devido à suspensão de Willian Arão.

"Nenhum jogador gosta de ser reserva, mas é normal no futebol. Normal que o jogador fique puto. O time estava jogando bem e assumiu a liderança. Sou jovem e tenho que treinar para estar pronto em qualquer oportunidade. Estou sempre à disposição do técnico, seja no início, entrando no segundo tempo ou no final do jogo. Sempre entro com disposição de ajudar. Se tiver a oportunidade de voltar, vou tratar de fazer o melhor para ganhar um espaço no time", disse o colombiano, em entrevista ao ​UOL Esporte.

​​