Márcio Araújo conta com o respaldo do presidente Eduardo Bandeira de Mello, mas as partes entenderam que é melhor que o jogador respire novos ares por conta das críticas constantes da torcida durante toda a temporada. Além disso, a possibilidade de firmar um contrato mais longo com outra equipe também atraiu o atleta.

A Chapecoense chegou a fazer uma proposta por Márcio Araújo, mas o salário do volante (R$ 160 mil mensais) foi considerado alto pela diretoria catarinense e as tratativas não evoluíram. Apesar disso, a saída do camisa 8 é dada como certa. Caso ela se confirme, o Flamengo contará com os seguintes jogadores para o setor: Cuéllar, Willian Arão, Rômulo e os jovens Ronaldo e Jean Lucas.

​​

​​